Ex­-prefeitos presos na operação “Pão e Circo” depõem em JP

Ex­-prefeitos presos na operação “Pão e Circo” depõem em JP

Os ex­-prefeitos de Alhandra, Renato Mendes; de Sapé, João da Utilar; e de Solânea, Francisco de Assis de Melo, presos na operação “Pão e Circo”, deflagrada pela Polícia Federal (PF), Controladoria Geral da União (CGU) e Ministério Público Estadual (MPPB), irão depor, na tarde desta quarta-feira (13), no Fórum Criminal de João Pessoa (PB).

Além dos ex-prefeitos, outros 20 réus na operação também participarão da audiência de instrução e julgamento no Fórum Criminal.

Pão e Circo

A operação ‘Pão e Circo’, em sua primeira etapa, foi deflagrada, em junho de 2012, pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) do PMPB, pela Polícia Federal e Controladoria Geral da União para desarticular um suposto esquema criminoso criado por empresários, funcionários públicos e prefeitos para fraudar licitações e desviar recursos municipais, estaduais e federais destinados à realização de eventos festivos, em 13 municípios da Paraíba: Mamanguape, Sapé, Solânea, Santa Rita, Itapororoca, Conde, Jacaraú, Mulungu, Boa Ventura, Capim, Cuité de Mamanguape, Alhandra e Cabedelo.

Na época, foram cumpridos 65 mandados de busca e apreensão, 28 de prisão temporária e 5 de condução coercitiva. Das 28 pessoas presas, 10 eram servidores públicos e, entre eles, estavam os então prefeitos de Alhandra, Sapé e Solânea.

O desdobramento das investigações revelou que muitos outros municípios paraibanos também foram vítimas do esquema criminoso. Estima-se que tenham sido desviados dos cofres públicos mais de R$ 50 milhões.

 

 

 

MaisPB