Ex-prefeito de Monte Horebe foragido há 10 anos é preso nesta sexta-feira

Ex-prefeito de Monte Horebe foragido há 10 anos é preso nesta sexta-feira
José Dias Palitot, ex-prefeito do município Monte Horebe, na Paraíba, foi detido no fim da manhã desta sexta-feira (14), em João Pessoa.
 
Segundo o Ministério Público da Paraíba, ele estava foragido há dez anos depois de ter sido condenado à prisão em regime semi-aberto e agora foi encaminhado à Central de Polícia, onde deve permanecer até ser encaminhado a um dos presídios da capital.
 
A Promotoria de Justiça de Bonito de Santa Fé já requereu à Justiça a regressão de regime para que o ex-prefeito cumpra a pena em regime fechado.
 
De acordo com o Ministério Público, em 2001, Palitot foi denunciado por diversos crimes praticados contra a administração pública no exercício financeiro de 1997, entre os crimes estão o superfaturamento de obras públicas, a realização de obras e serviços sem licitação e o desvio de dinheiro público em proveito próprio. Ele também foi denunciado pelo pagamento de servidores públicos municipais com valores inferiores ao salário mínimo constitucional.
 
Três anos depois, o ex-prefeito foi condenado quatro vezes pela prática de superfaturamento de obras públicas; pagamento de juros a agiota com dinheiro público; pagamento excessivo pelo arrendamento de um terreno e pelo pagamento de advogado por serviços prestados em defesa do próprio acusado. Ele ainda foi condenado por ter pago aos servidores municipais valores inferiores ao salário mínimo constitucional.
 
“A prisão de um gestor público é uma mensagem clara aos gestores de que os princípios constitucionais de probidade administrativa devem ser observados e que podem gerar sérias repercussões criminais”, disse o promotor de Bonito de Santa Fé, Alberto Vinícius.
 
A prisão foi realziada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em parceria com o Ministério Público da Paraíba (MPPB). O ex-prefeito estava foragido desde 2004 quado foi condenado pela Justiça a sete anos de prisão em regime semi-aberto pela prática de vários crimes relacionados à gestão do município de Monte Horebe.
 
Fonte: G1