Ex-gerente da Petrobras confessa que recebeu propina em 60 contratos

Ex-gerente da Petrobras confessa que recebeu propina em 60 contratos

O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco admitiu em depoimento na Operação Lava Jato que ele e o ex-diretor Renato Duque receberam propina “em mais de sessenta contratos” da estatal de 2005 a 2010, informa o jornal Folha de São Paulo neste sábado.

Barusco, que afirmou ter recebido indevidamente US$ 97 milhões, declarou que Duque tinha participação ainda maior na divisão do dinheiro desviado.

O ex-gerente disse ainda que também houve pagamentos a Jorge Luiz Zelada, diretor da área internacional da Petrobras até 2012.

“Na divisão de propina entre o declarante e Renato Duque, em regra Duque ficava com a maior parte, isto é, 60%, e o declarante com 40%”, afirma o relatório do depoimento.

“Quando havia a participação de um operador, Renato Duque ficava com 40%, o declarante com 30% e o operador com 30%”, relata o jornal.

 

uol