Estela diz que mesa diretora passada gastou R$ 12 milhões na estrutura da Assembleia ‘pra nada’

Estela diz que mesa diretora passada gastou R$ 12 milhões na estrutura da Assembleia ‘pra nada’

A deputada Estela Bezerra (PSB) confirmou que a Assembleia Legislativa realiza uma sessão ordinária na tarde desta quinta-feira (20) no plenário da Câmara Municipal de João Pessoa, conforme noticiado aqui com exclusividade.

A mudança, como se sabe, decorre de um problema grave no sistema de esgotamento na estrutura do prédio da Casa de “Epitácio Pessoa”, que exala um mau cheiro e, em decorrência disso, o presidente Adriano Galdino (PSB) suspendeu a atividade, sem previsão de retorno.

“As sessões ordinárias estão sendo prejudicadas, também as audiências públicas, os trabalhos das comissões (...). Enfim, todas as atividades paralisadas”, disse Estela. Ela foi a entrevistada desta quarta-feira (19) do programa “Rede Verdade”, do Sistema Arapuan de Comunicação.

Segundo Estela, “mais entranho é que a gestão passada da mesa diretora investiu R$ 12 milhões para resolver o problema da estrutura, inclusive o que suspendeu as sessões que não é hidráulico, diga-se, mas de esgotamento, que impacta na saúde das pessoas...”.

“[...] É um problema grave, que não está permitindo o Estado avançar nas discussões de matérias de relevância e é bom deixar claro que, apesar do esforço do presidente Adriano (Galdino) para solucionar a questão; a situação advém da gestão passada da mesa diretora da Assembleia”, ressaltou a deputada socialista.

Sobre a realização da sessão no plenário da Câmara, ela disse que “a proposta não é minha, mas resultou de um acordo celebrado entre a mesa diretora e as bancadas de situação e de oposição”. Quando instada a falar se o regimento interno da Assembleia permite a realização de sessões ordinárias fora do ambiente do legislativo estadual, Estela argumentou:

- Em caso de situação de relevância sim; estamos amparados pelo regimento, ponderou.

Estela voltou a falar no investimento de R$ 12 milhões para resolver a estrutura da Assembleia durante a gestão passada. “Todo esse recurso daria para construir três novas escolas, com estrutura para receber três mil alunos, similar as que foram implantadas por Ricardo (Coutinho) na época da Prefeitura de João Pessoa”, concluiu.

 

 

 

Redação