Entre janeiro e abril animais em rodovias já provocaram 59 acidentes na Paraíba

Entre janeiro e abril animais em rodovias já provocaram 59 acidentes na Paraíba

Os motoristas que trafegam pelas rodovias federais na Paraíba devem ficar atentos devido à presença de animais soltos nas proximidades da pista e na via, o que aumentam o risco de acidentes. Nos quatro primeiros meses deste ano, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 59 acidentes envolvendo animais. Em todo o ano de 2013 foram 240.

De acordo com a PRF, o perigo se estende ao longo das BRs. Os pontos mais críticos continuam sendo o Sertão e a região metropolitana de João Pessoa, no trecho da BR-230 que compreende as cidades de Santa Rita, Bayeux, Cabedelo e a Capital do estado. O último acidente do tipo ocorreu nesta terça (6), na BR-101, no município de Conde, Litoral Sul.

“Esses trechos são onde há ocorrências de mais acidentes envolvendo animais na pista. São chamados de pontos críticos. Na Grande João Pessoa, houve o registro de 50% dos acidentes. O que ocorreu nesta terça, no Conde, não entra na estatística dos 59. Vale salientar que 99% dos acidentes ocorrem em pista reta – onde o motorista exagera na velocidade – e 67% ocorrem à noite”, comentou Anderson Poddis, assessor de comunicação da Polícia Rodoviária Federal na Paraíba.

Segundo levantamento, 333 animais já foram apreendidos pela PRF este ano. No ano passado, foram recolhidos 1.237, entre vacas, cavalos e jumentos. “Fazemos quase quatro apreensão de animais por dia na Paraíba. Entretanto, um TAC firmado entre o MP, PRF e Prefeituras de Cabedelo, Sousa e Patos possibilitou o recolhimento desses animais. Eles ficam em currais mantidos pelas prefeituras e, caso os donos não apareçam, eles são tratados e leiloados”, disse Poddis.

Caso seja identificado, o dono do animal vai responder por contravenção penal. “O proprietário do bicho pode pegar prisão simples que é de 10 dias a 2 meses. Em relação à multa, como o código é multo antigo de 1941 e o valor era cobrado em contos de réis ( moeda que não está em vigor há anos), vai depender do entendimento do juiz”, comentou o assessor da PRF.

A PRF pretende intensificar as operações de recolhimento de animais no estado. A população pode ligar para o 191 quando presenciar animais nas estradas federais paraibanas. 

Fonte: Por Hyldo Pereira