Enfermeira é internada por acompanhante, agressor é natural de Conceição

Enfermeira é internada por acompanhante, agressor é natural de Conceição
Um fato surpreendente quebrou a rotina num dos maiores hospitais do Estado na madrugada desta terça-feira (26).
 
Um acompanhante agrediu fisicamente uma enfermeira, após a mulher concluir um atendimento no Regional de Patos, cidade localizada no Sertão do Estado, a 320 quilômetros de João Pessoa.
 
A vítima teve que ser internada com vários hematomas e com dois dos seus dentes quebrados.
 
 

De acordo com informações do delegado Manoel Martins, da Delegacia Regional de Patos, o homem, identificado como Sandoval José, de 19 anos,  natural da cidade de Conceição,  teria, sem mais nem menos, fechado a porta da enfermaria quando a enfermeira se dirigia para a saída e sem dizer uma palavra, esmurrado a vítima no rosto. A enfermeira caiu e ele teria avançado sobre ela aplicando-lhe vários outros golpes.
 
"O irmão do acusado, que estava com um corte profundo na mão, ainda tentou tirá-lo de cima da enfermeira, mas não conseguiu. Foi quando seguranças foram chamados e junto com outros funcionários conseguiram deter o agressor", contou Manoel Martins.
 
A Polícia foi chamada e Sandoval foi levado para a Delegacia onde se encontra preso. O delegado informou que ele será autuado em flagrante e  deve seguir para o Presídio Regional da cidade.
 
A enfermeira, Edna Brito Lima, de 41, foi atendida por uma equipe médica e no fim da manhã de hoje recebeu alta médica. Ela foi levada para o Instituto de Polícia Científica para fazer exames de corpo de delito.
 
A diretora da unidade médica, Sílvia Ximenes, disse que o fato pegou a todos de surpresa, pois não houve nenhum tipo de discussão ou qualquer outro diálogo entre os dois. "O agressor, em nenhum momento, foi destratado por quem quer que seja no hospital, por isso estamos acreditando que ele tenha tido um surto psicótico", deduziu.
 
Sílvia informou que todos os acompanhantes dos pacientes que serão internados são atendidos por uma assistente social.
 
Fonte: Luciana Rodrigues