Encontro do PSDB é realizado em Santa Rita com a presença de lideranças de toda a região

Encontro do PSDB é realizado em Santa Rita com a presença de lideranças de toda a região

Com um grande público, foi realizado na tarde de hoje em Santa Rita, mais um encontro regional do PSDB. Desta vez o evento foi realizado no ginásio de esportes do CEST (Centro Educacional Santa Terezinha), às 16h30.

 

A exemplo dos encontros anteriores, várias lideranças políticas de região fizeram questão de prestigiar o encontro intra-partidário do PSDB em Santa Rita, que é comandado na cidade pelo pré candidato a deputado federal, Emerson Panta, além do deputado federal Ruy Carneiro, presidente estadual do PSDB.

 

Estiveram presentes lideranças como o ex-prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon, do ex-deputado Quinto de Santa Rita; da deputada estadual Iraê Lucena, dos deputados estaduais Branco Mendes e Domiciano Cabral e do pré candidato a deputado federal Pedro Cunha Lima. As vereadoras Elisa Virginia e Raíssa Lacerda, de João Pessoa e o vereador de Campina Marinaldo Cardoso, também prestigiaram o encontro.

 

O ex-prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon, disse que o PSDB estava de parabéns pela realização destas reuniões com os seus filiados pois é “assim que se faz política, ouvindo e debatendo com as pessoas”.

 

O senador Cássio Cunha Lima disse na sua fala que as lideranças presentes dos mais diversos partidos mostram que na política atual da Paraíba mostram a força da união de todos em nome de mais uma tentativa de pacificação do Estado e que em 2010 esse era o objetivo mais que não houve por parte do atual governo, a sensibilidade necessária para compreender que governar não é mais do tipo “posso e mando”.

 

Segundo ele, a sociedade está cada vez mais preparada e ciente do que quer da classe política e definitivamente o que não se quer é um governo que oprima que tente deixar o povo de joelhos “o povo paraibano só fica de joelhos para orar a Deus”, desabafou o senador.

 

Ele criticou duramente a continua perseguição contra prestadores de serviços promovida pelo governo. “Ontem em Cuité, uma senhora, dona Nazaré, com cerca de 60 anos de idade me procurou e lamentou que após 27 anos de serviços prestados na escola Estadual Osvaldo Venâncio, foi demitida. “Como posso concordar com um ato tão desumano, como pode alguém permitir quem em pleno século XXI, pessoas sejam punidas por suas opções políticas”, disse.

 

Cássio reiterou que as críticas que faz sempre serão de caráter administrativo, como o caos que existe na saúde pública atualmente com o Hospital de Trauma Humberto Lucena sendo alvo de pesadas denúncias por parte da auditoria do TCE e o governo sequer responde às acusações.

 

Na segurança pública nunca se matou tanto e tantos crimes contra o patrimônio foram cometidos como neste período e o governo, ao invés de pelo menos reconhecer o problema para tentar resolver, responde ao poder judiciário com grosseria, como foi o episódio da abertura de fóruns aos domingos, após receber a determinação para que as delegacias funcionasse nos finais de semana.

O caos na segurança é devido ao fato de que o governo, durante a atual gestão, diminui o número de policiais civis e no caso da Polícia Militar, apenas agora, no final do governo, anuncia um concurso público para 600 pessoas. Número bem distante dos 5 mil homens e mulheres prometidos.

 

O governo tenta fazer as pessoas acreditarem que segurança se faz apenas com equipamentos, pois estão enganados, segurança se faz com pessoas. Todo governo compra armas, coletes e carros, porém o investimento deve ser na pessoa que precisa ser prestigiada e o efetivo que precisa ser aumentado.

 

No final, o senador convidou os presentes para participarem da convenção estadual do PSDB que será realizada no próximo dia 29, no ginásio do Colégio Pio X, em João Pessoa. Antes, no dia 21, o PSDB promove mais uma reunião intra partidária. Desta vez será em Bayeux, com horário e local ainda indefinidos.

 

Assessoria