Empresário acusado de estelionato e fraudes bancárias é preso pela quarta vez

Empresário acusado de estelionato e fraudes bancárias é preso pela quarta vez

Um estelionatário acusado de fraudes em negociação de veículos, emissão de cheques e transações bancárias fraudulentas foi preso na manhã desta quinta-feira (19). O empresário Guilherme Campelo Rabay Neto, de 28 anos, é acusado de fraudes que causaram um prejuízo de mais de R$ 400 mil às vítimas. Segundo a Polícia Civil, o empresário responde a 12 processos criminais por estelionato e já foi preso três vezes.

A prisão foi efetuada pela Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa – DDF. De acordo com a DDF, o suspeito age de maneira reincidente e violenta, ameaçando as vítimas de morte, quando elas tentam receber os valores devidos por ele. 

"Guilherme pratica as suas condutas sempre como o mesmo modus operandi, emitindo cheques bancários de terceiros, de contas encerradas e falsificando as assinaturas de alguns cheques bancários, além de simular transferências e depósitos bancários com envelopes vazios, visando ganhar tempo e permanecer impune pelas fraudes praticadas”, afirma a DDF.

A Polícia Civil informou que Guilherme Campelo Rabay Neto permanecerá na carceragem da Central de Polícia e será encaminhado à audiência de custódia, para decisão sobre o seu encaminhamento ao presídio. A DDF aguarda, também, que vítimas do suspeito compareçam à delegacia, para que os fatos sejam encaminhados à Justiça.

 

 

 

Click PB