Empreiteiro diz que doou R$ 7,5 milhões a Dilma por temer represália

Empreiteiro diz que doou R$ 7,5 milhões a Dilma por temer represália

Foi por temer prejuízos em seus negócios na Petrobras caso se não ajudasse o PT que o empresário Ricardo Pessoa, dono da empreiteira UTC, doou R$ 7,5 milhões à campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff, segundo informou a procuradores da Operação Lava Jato. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo Pessoa, a contribuição da empresa foi tratada diretamente com o tesoureiro da campanha de Dilma, o atual ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Edinho Silva.

 

As doações à campanha de Dilma foram três, segundo os registros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE): duas em agosto e outra em outubro de 2014, dias antes do segundo turno da eleição — todas feitas legalmente.

O PT rejeitou as acusações do empreiteiro e afirmou, em nota, que as contas da campanha de Dilma foram aprovadas por unanimidade na Justiça Eleitoral. Ainda segundo o partido, todas as doações à campanha da presidente Dilma Rousseff em 2014 foram feitas de acordo com a legislação eleitoral.  

 

Preso desde novembro do ano passado e hoje em regime de prisão domiciliar, o empresário negocia desde janeiro com o Ministério Público Federal um acordo para colaborar com as investigações em troca de pena reduzida.

Pessoa também afirmou aos procuradores que fez contribuições clandestinas para a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à reeleição, em 2006, e a do prefeito petista de São Paulo, Fernando Haddad, em 2012. O empreiteiro disse que deu R$ 2,4 milhões à campanha de Lula, via caixa dois, e outros R$ 2,4 milhões para quitar dívida que a campanha de Haddad teria deixado com uma gráfica em 2012.

 

 

 

Zero Hora