Em tempos de seca, um dos principais açudes do Estado desperdiça água

Em tempos de seca, um dos principais açudes do Estado desperdiça água

Atualmente a seca que o sertão paraibano atravessa é uma das maiores dos últimos tempos e causa medo e desespero ao sertanejo do Vale do Piancó. Em 2012 a estiagem foi a maior das últimas cinco décadas, responsável pela morte de milhares de animais que sem pasto e água morriam principalmente de sede. Além disso, expulsou centenas de moradores tendo como a principal causa, a falta de água nos açudes.

 

A Agência Nacional das Águas (ANA) há poucos dias expediu um documento para que todos os açudes responsáveis pelo abastecimento humano das cidades economizasse água e fechassem suas comportas, que a água seria prioridade para o consumo humano. Pois o inverno de 2014 deverá ficar abaixo da média de 2013. Apontou que as chuvas desse ano não foram suficientes para manter sequer a metade das águas da maioria dos açudes do sertão da Paraíba.

 

Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (AESA) mostra gráficos atualizados sobre os açudes do sertão paraibano com menos da metade de sua capacidade e mesmo diante de todas as informações negativas sobre o assunto. A Agência determinou que fosse aberta a comporta do açude Cachoeira dos Cegos da cidade de Catingueira que se encontra com apenas 19,4% de sua capacidade e ainda fornece água através de carros pipas para dezenas de cidades do sertão paraibano.

 

A água que sai do açude há sete dias deságua no Rio Serra Grande totalmente poluído com as carcaças de gado que morreu devido à seca e são jogadas no seu leito. Uma água imprópria para o consumo humano e visivelmente desperdiçada em tempos de seca e estiagem. Após uma manifestação da população e autoridades sobre o caso. A AESA se comprometeu a fechar a comporta no dia de ontem sexta-feira dia 18 e até o momento nenhuma atitude foi tomada para conter a o desperdício de águas.

 

Na noite de ontem a população de Catingueira, representantes de associações e dos poderes públicos se reuniu em frente ao pátio da Igreja católica e decido que se até segunda-feira a comporta do açude Cachoeira dos Cegos permanecer aberta haverá novos protestos semelhantes ao que houve na última segunda-feira. O promotor da Comarca de Piancó Elmar Thiago Pereira de Alencar e o padre Bento de Oliveira também participaram da reunião.

Vale News PB