Em Piancó, aterro sanitário tem capacidade atender a região

Em Piancó, aterro sanitário tem capacidade atender a região

Os resíduos sólidos há muito se tornou preocupação de toda a sociedade de gestores públicos e setores ligados ao meio ambiente. A poluição ambiental que degrada o solo atualmente é sem sombra de dúvidas o maior fantasma que atormenta a população. Todos os dias são jogados ao ar livre toneladas de lixo que contamina o meio ambiente e a água usada para o consumo humano.

Recentemente no Brasil ainda que de forma tardia foi concedido um prazo aos governantes para que buscassem uma solução sobre o destino dos resíduos sólidos em todos os municípios. Uma das principais alternativas foi a reciclagem do lixo através dos aterros sanitários. A solução segundo especialistas no assunto é eficácia desde que os aterros cumpram e sigam todas as regras dos Órgãos responsáveis e fiscalizadores sobre o assunto.

No município de Piancó na localidade Saboeiro foi construído um aterro sanitário que segundo seu proprietário cumpre todas as exigências dos setores de saúde pública. O local fica afastado da zona urbana, possui galpões, escritório, equipamentos e funciona também como cooperativa. Segundo informações o lixo que chega é separado por categorias e materiais recicláveis como alumínio, papelão, plásticos são selecionados e depois comercializados.

O restante dos resíduos seguem para o aterro sanitário em um ponto chamado célula. Segundo o proprietário cerca de 25%  do lixo que chega ao local é enterrado. Mas com a chegada de um triturador, apenas 5% do lixo receberá o mesmo destino a outra parte será transformada em adubo orgânico.

Atualmente apenas três prefeituras regionais cumprem o dever de casa e não possuem lixões em seu território. Sem falar que todos os municípios têm até agosto de 2014 para se adequarem as Leis dos Resíduos Sólidos. Após esse prazo quem descumprir essa Lei será punido de forma rigorosa.

O aterro sanitário localizado em Piancó de propriedade do advogado e empresário Remígio Junior está pronto para atender todas as cidades do Vale e assim contribuir para um dos grandes dilemas dos gestores públicos e órgãos de saúde que é o lixo jogado a céu aberto e contribuindo para o aumento da degradação do meio ambiente.

Vale News PB.

Fonte: Blog do Ary Ramalho e Ricardo Pereira.

Fotos: Folha do Vale e Diamante On Line