Em nova revisão de meta fiscal de 2015, governo vê rombo de R$ 51,8 bilhões

Em nova revisão de meta fiscal de 2015, governo vê rombo de R$ 51,8 bilhões

A equipe econômica vai encaminhar nesta terça-feira (27) aoCongresso Nacional uma revisão para baixo da meta fiscal de 2015 - que ficará novamente no vermelho. Pela nova estimativa, as contas do governo terão este ano um rombo recorde, apesar do aumento de vários tributos.

De acordo com o comunicado que será encaminhado pelos ministros da Fazenda,Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa, a nova meta fixada para 2015 é de um déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar os juros da dívida pública) sem precedentes de R$ 51,8 bilhões, o equivalente a cerca de 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB), informou o deputado Hugo Leal (Pros-RJ), relator do projeto de lei que altera a meta fiscal deste ano, após reunião com o ministro Nelson Barbosa nesta terça-feira (27).

"Nas despesas, não houve nenhuma alteração. Na realidade, o que você tem é a não expectativa das receitas administradas. O que o governo trabalha é com um déficit para 2015 de R$ 51,8 bilhões. Essa é a meta levando em consideração a frustração das receitas previstas e a queda da arrecadação", declarou Leal.

 

 

 

G1