Em nota, Prefeitura de Patos informa que secretária irmã de deputado estadual não foi presa

Em nota, Prefeitura de Patos informa que secretária irmã de deputado estadual não foi presa

Não houve prisão de nenhum auxiliar da prefeita Francisca Motta (PMDB) durante a realização da operação batizada de “Dom Bosco”, nesta sexta-feira (16). As informações davam conta da prisão da secretária Helena Wanderley, de Desenvolvimento Social. Ela vem a ser irmão do deputado Nabor Wanderley (foto) e tia do deputado federal Hugo Motta, presidente da CPI da Petrobras.

A nota diz que ela não foi presa e, sim, “conduzida para prestar esclarecimentos”.

Confira nota na íntegra:

A Prefeitura Municipal de Patos vem por meio desta informar a imprensa e a opinião pública que não há servidores, prestadores de serviço ou cargos de confiança da instituição ‘presos’ conforme precipita informações de matéria publicadas na manhã desta sexta-feira, 16 de Outubro.

A Prefeitura Municipal de Patos está fornecendo toda e qualquer informação, documentação e arquivos necessários, desde que foi acionada por órgãos de controle, por ter sido uma das instituições da região fornecida pelas empresas patoenses, sob quem a operação foi deflagrada. Tal operação não está acontecendo apenas na cidade de Patos, mas, em outras cidades da região.

É inverídica a informação de que a secretária de Desenvolvimento Social, Helena Wanderley, foi presa ou qualquer outro servidor da instituição. A mesma foi conduzida para prestar esclarecimentos, assim como outras informações estão sendo esclarecidas em outros setores da Prefeitura, que eram abastecidos com material de expediente ou gráfico, advindo das empresas patoenses, cuja operação foi deflagrada.

Ao mesmo tempo em que lamenta a ausência da completa apuração na prática jornalística, a Prefeitura Municipal de Patos esclarece que o foco da operação não é a instituição, mas, empresas patoenses que foram fornecedoras da instituição e de outras instituições de Municípios vizinhos. Sob a condição da verdade, reiteramos a nossa disponibilidade e compromisso quanto a transparência e prestação de informações públicas a imprensa, a sociedade e aos órgãos de controle.”

 

 

 

Assessoria