Em mais um mês fraco, queda de vendas de carros é 18,4%

Em mais um mês fraco, queda de vendas de carros é 18,4%

O mercado de carros e comerciais leves fechou mais um mês em queda. Com vendas nos mesmos níveis dos meses anteriores – isto é, fracas para os padrões do setor nos últimos anos – abril ampliou o índice de queda de vendas em relação ao ano passado, que passou de 17% (até março) para 18,4% nos quatro primeiros meses do ano.

Foram comercializadas em abril 211.569 unidades, queda de 24,4% em relação a abril do ano passado e de 6,4% em relação a março. Agora, as vendas acumuladas somam 860.273. No ano passado, neste mesmo período, já tinham sido vendidos mais de um milhão de carros (1.054.184).

O único sinalzinho de esperança para o setor está nas vendas diárias, que cresceram 3%. Foram vendidos 10.578 carros em abril, contra 10.272 em março.

Quem vê o ranking de vendas de abril não tem idéia da luta das montadoras para conquistar o seu espaço no mercado. A classificação dos maiores fabricantes é semelhante a do mês passado e do ranking histórico. Fiat na liderança, seguida por GM, Volkswagen, Ford e Hyundai fechando a lista dos cinco primeiros colocados. Depois seguem Toyota, Renault, Honda, Nissan e Mitsubishi.

Mas para manter essa ordem muito esforço foi feito. Na primeira quinzena, as posições eram bem diferentes: a Renault estava lá pra baixo, em oitavo lugar. A Honda estava em sexto lugar, ameaçando a Hyundai. E a Peugeot, cambaleava para a 13ª, posição, atrás até da Mercedes-Benz.

Pois no fechamento do mês as posições se aprumaram e repetiram o status histórico.

A destacar, a menor participação da líder, que fechou o mês com 37.796 carros vendidos e menos de 18% de participação (em 2014 teve 21%), e a Volkswagen, que ficou com apenas 15% das vendas (contra 17,3% no ano passado).

 

 

 

Do Blog O Mundo em Movimento