Em JP, Calypso se apresenta sem Chimbinha após decisão judicial para guitarrista ficar a 100 metros de Joelma

Em JP, Calypso se apresenta sem Chimbinha após decisão judicial para guitarrista ficar a 100 metros de Joelma

A banda Calypso se apresentou no Forrock na noite deste sábado (12) sem a participação do guitarrista, Chimbinha. Joelma subiu ao palco sem o ex-marido, um dia após a Justiça do Pará determinar que o guitarrista deve manter 100 metros de distância da cantora.  

Calypso comandou o palco da festa 'Balada Romântica', em João Pessoa, na Paraíba. A banda tocou para uma plateia de 10 mil pessoas, o primeiro show depois que a ordem judicial foi expedida.

A separação do casal foi anunciada no dia 19 de agosto, quando a cantora também anunciou que vai fazer carreira solo. Desde a quarta-feira (9), o divórcio virou caso de polícia, quando Joelma registrou um boletim de ocorrência em uma delegacia da cidade de Ananindeua, no Pará, alegando que se sentia ameaçada pelo marido.

Na sexta-feira (11), a advogada da cantora afirmou que a Justiça do Pará tinha determinado que o guitarrista não deveria se aproximar dela. A decisão teve como base a Lei  Maria da Penha, que prevê medidas de proteção para mulheres em situação de risco.

Em João Pessoa, fãs da Paraíba e de outros estados foram conferir a última apresentação na cidade de Joelma como vocalista da banda. Segundo a casa de shows, foram vendidos 10 mil ingressos, o limite da capacidade do local. No lugar de Chimbinha, quem subiu no palco com a Calypso foi o guitarrista pernambucano Ian Marinho.

Joelma não está dando entrevistas e evitou falar de forma direta sobre os problemas com o ex-marido e parceiro musical no palco. Durante a apresentação, ela ouviu um coro dos fãs que repetia "estamos com você" e disse que a noite era de alegria. "Hoje não é pra chorar, hoje é pra sorrir, é dia de ser feliz!", disse aos fãs.

Mesmo assim, em alguns momentos a cantora não conseguiu segurar a emoção e chegou a chorar no palco depois de cantar uma música com mensagem cristã, que fala da busca da forças em momentos de dor. "Obrigada pelo apoio", disse ao público, recuperando o fôlego para seguir com as coreografias.

 

 

 

 

Redação com G1