Em Itaporanga, vereadores encontram UBS fechados e sem médicos e SAMU sem médicos

Em Itaporanga, vereadores encontram UBS fechados e sem médicos e SAMU sem médicos

Devido a imensa reclamação popular com relação aos desmandos administrativos na área de Saúde em Itaporanga uma comissão de vereadores formada por Jacklino Porcino (PMDB), Ricardo Pinto (PSDB) e Ivanilto Palmeira (PTN), fizeram uma visita surpresa, na manhã desta quinta-feira (27), à todos os PSF's da cidade para constatar o que a população tem reclamado diariamente. Lamentavelmente em todas as unidades e no SAMU o cenário encontrado pelos edis foram de abandono dos serviços por parte de profissionais, em especial os médicos.
Em todos os PSF's só foram encontrados em serviço os servidores, odontólogos [em três deles] e enfermeiros [em dois deles]. Um deles, o PSF do Bairro Alto das Neves estava fechado quando ainda iria dar 9h30 da manhã. Vizinhos do local disseram as vereadores que servidores abriram às 7h e como não havia médicos fecharam às 9h. Um absurdo, já que a população - em especial mais carente fica sem atendimento.

Essa situação caótica mostra o desmantelo que é a gestão dos primos Audiberg e Aparecida Alves, respectivamente, prefeito e secretária municipal da Saúde. Um situação que deixa a população revoltada, indignada e envergonhada por ver uma administração que se dizia prezar pela seriedade optar pelo desmantelo, a má conduta e prática de corrupção, situações levantadas na Câmara Municipal.
É, realmente, de estarrecer para a população saber que nenhuma unidade dos PSF's da cidade tinha médico. Todos estavam ausentes e os constrangidos servidores tendo de imaginar as mais variadas justificativas para as ausências,em sua maioria por problemas de saúde. Entretanto, soube-se minutos após que os médicos simplesmente chegam no local de trabalho passam menos de meia hora e saem sem retornar ao serviço para cumprir horário.

Situação essa que deve ser investigada pelo Ministério Público, por conta do desleixo com a coisa pública. Logo depois da visita, no período das 8h às 11h, aos PSF's e à base do SAMU, os vereadores foram até a Secretaria da Saúde e se dirigiram até o Paço Municipal, já que era lá que a secretária se encontrava. Eles levaram a situação ao seu conhecimento, mas a secretária não teve justificativa e ficou na embromação.
Um outro caso denunciado pelos servidores diz respeito a percas salariais e os vereadores orientaram eles procurar o sindicato da classe para pressionar o prefeito para enviar à câmara matéria referindo-se ao tema. Ainda na vista ao Hospital Infantil e o prédio sede dos PSF-Alto das Neves e PSF-Bela Vista, foi constatado in local o desrespeito com o cidadão por pagar seus impostos e ver que simples reformas nestes locais estão paralisadas desde o mês de outubro passado, sem previsão de conclusão já que nas placas não há data de término da obra.

O Centro de Especialidades Odontológicas [CEO] estava fechado por volta das 10h e no SAMU não havia médico, somente técnicas de enfermagem, condutor e operador de rádio. Uma ambulância de suporte básico está quebrada...
Todas as reformas: no Hospital Infantil e nos PSF's Alto das Neves e Bela Vista, que deveriam estar com obras em andamento há meses encontram-se paralisadas e o mais graves é que as placas que identificam os dados não traz o prazo de conclusão, somente o de início - neste caso em julho do ano passado, ou seja, há mais de nove meses que a atual gestão tem apenas tapeado a população que é quem mais sofre com a incapacidade desse desgoverno que está acabando com Itaporanga.
Portanto, um completo caos já que a população está sem atendimento devido as ausências dos médicos. O prefeito Audiberg Alves (PTB), ao que parece, pouco tem dado atenção para a população já que há fortes indícios de corrupção, denunciadas sessão após sessão pelos vereadores.