Em defesa de Dilma, governador diz que ‘o Brasil tem que ter estabilidade; o Brasil precisa de paz’

Em defesa de Dilma, governador diz que ‘o Brasil tem que ter estabilidade; o Brasil precisa de paz’

Mais uma vez, o governador Ricardo Coutinho (PSB) saiu em defesa da presidente Dilma Rousseff. Deu-se na manhã desta quinta-feira (8), em Campina Grande, ao ser instado a falar sobre a decisão do TCU de rejeitar as contas do governo na noite passada. Repetindo declarações feitas anteriormente, RC disse que “é necessário descer do palanque político e permitir o Brasil seja governado em paz para superar o momento de crise”.

Adiantou que: “o Brasil tem que ter estabilidade, não interessa a ninguém lenha na fogueira, não interessa a ninguém uma disputa que não quer cessar a eleição de 2014, a eleição do ano passado acabou, quem quer pensar em eleição tem que pensar em 2018 ou em 2016 porque a política é assim; você não pode, simplesmente, estender uma eleição e fazer com que o Brasil perca um ano, como perdeu, nós perdemos 2015 e enquanto isso não vemos investimentos privados nem a confiança das pessoas em fazer empreendimentos que são essenciais para todos nós, eu tenho dito, inúmeras vezes que o Brasil precisa de paz”.

Disse mais: “não adianta trocar A por ninguém sabe quem, trocar por uma aventura, os problemas precisam ser debatidos no conteúdo da política, nós precisamos saber como o Brasil estará daqui a três meses e agora ninguém sabe, e ninguém governa desse jeito”.

Coutinho tem sido um dos poucos governadores estaduais a defender o governo do PT. Ele reconhece a dificuldade do momento, destacando que a crise econômica afeta diretamente estados e municípios, pontuando a importância de rever as contas e pesar os investimentos neste momento, tendo citado a redução do Fundo de Participação dos Estados. “Além disso, o mês de setembro teve arrecadação abaixo do esperado para o período, deixando o Estado em situação mais complicada”. 

 

 

 

 

Paraíba.com.br