Em convenção do PMDB, Maranhão insinua que Vituriano será candidato do partido: 'voltando com prestígio'

Em convenção do PMDB, Maranhão insinua que Vituriano será candidato do partido: 'voltando com prestígio'

Neste domingo (20) o auditório da Câmara Municipal de Cajazeiras foi palco da convenção municipal do PMDB, que reuniu vários correligionários e simpatizantes do partido, além de lideranças políticas de Cajazeiras e região.O encontro teve a presença do presidente da legenda na Paraíba, o senador José Maranhão.

O presidente municipal do partido, ex-prefeito e ex-deputado estadual Antônio Vituriano de Abreu, não poupou críticas às gestões do ex-prefeito Carlos Antônio e da sua esposa, a atual prefeita Denise Albuquerque.

 

Sem papas na língua, Vituriano lembrou o escândalo da Operação Andaime, na qual funcionários, secretários, correligionários da prefeita estão envolvidos, e disse que a cidade vive o momento de desastre. Sua declaração dá a entender que ele poderá mesmo ser candidato a prefeito em 2016.

“Seria impossível eu assistir a um desastre desses e ficar indiferente. Eu não tenho estrutura para isso. Como é que eu posso abafar um entusiasmo que é inerente meu para ficar em casa parado e vendo a Cajazeiras que eu amo passando por esse tamanho de desastre, com todas as coisas do povo sendo desviadas para outros fins, e eu ficar calado? Eu estou aqui para colaborar com a oposição e retirar do comando de Cajazeiras esses malfeitores”, disse.

 

O presidente do PMDB na Paraíba, senador José Maranhão, enfatizou a possibilidade de uma candidatura do PMDB que tenha a condição de ganhar as eleições em Cajazeiras. Pelos elogios que ele fez a Vituriano, tudo indica que Maranhão vai mesmo tentar emplacar o "leão" de volta.

“Vituriano está cumprindo aquela máxima de José Américo, de que ninguém se perde na volta. Está voltando com todo o prestígio, porque voltou com seus amigos, com seus eleitores e com a sua força de trabalho", declarou.

 

Como foi anunciado, o deputado estadual José Aldemir Meireles (PEN) marcou presença no evento e aproveitou para também fazer duras críticas à atual gestão municipal. Havia uma expectativa de que neste encontro fosse divulgada oficialmente a pré-candidatura de Aldemir a prefeito, mas isso não aconteceu.

“A prioridade nesse instante é a união de todos os partidos de oposição. Nomes nós haveremos de encontrar, que traduza o sentimento da população de Cajazeiras. Somos diferentes da base de situação, que só tem um nome que é jogado de goela abaixo”, provocou.

 

 

Diário do Sertão