Em assembleia tensa, professores da UEPB decidem suspender a greve de cinco meses

Em assembleia tensa, professores da UEPB decidem suspender a greve de cinco meses

Após uma assembleia tensa e cheia de dúvidas, os professores da Universidade Estadual da Paraíba decidiram suspender a greve de cinco meses, período em que houve intensa negociação sem que houvesse qualquer sinalização de acordo entre a instituição e o Governo do Estado. Nesta quinta-feira (19), em Campina Grande, por maioria, os docentes decidiram parar o movimento.

A informação é que a suspensão foi uma alternativa encontrada no sentido de alertar a opinião pública de que a reivindicações não foram atendidas, inclusive que não havia outro caminho que não suspender a greve, mesmo que neste momento não se tenha opção de recuperar o período de ensino. Um novo plano de aula será definido nos próximos dias pela instituição.

Ficou decidido, ainda, que as aulas serão retomadas na próxima segunda-feira. Segundo informações, durante esse período uma comissão de professores ficará encarregada de continuar negociando. Porém, desta vez não haverá paralisação das atividades, a exemplo do que aconteceu nos meses do movimento grevista.

 

 

 

Paraíba.com.br