Eleitores do Vale têm até início de maio para tirar título ou mudar de domicílio eleitoral

Eleitores do Vale têm até início de maio para tirar título ou mudar de domicílio eleitoral
Os jovens do Vale que completarão 16 anos até o dia 5 de outubro vindouro, data na qual ocorrerão as eleições gerais, poderão requerer o título de eleitor, no cartório eleitoral, até o dia 7 de maio.
 
Esse é o último prazo determinado também para o cidadão pedir a transferência do local da votação ou de domicílio eleitoral.
 
Este ano, o eleitor irá votar em cinco candidatos: presidente da República, governador, deputado federal, deputado estadual e senador.
 
 

 

Quem não estiver com o título em situação regular não terá o direito a voto, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
 
Nas eleições municipais do ano passado, 127.183 eleitores estavam aptos a votar nos 20 municípios do Vale, quantitativo suficiente para eleger, pelo menos, quatro deputados estaduais e um a dois federais. O eleitorado de Itaporanga, o maior colégio eleitoral regional, é de 17.197 votantes. Somente quando o TSE encerrar o prazo para a emissão de título é que saberemos se a região aumentou ou perdeu eleitores para o próximo pleito.
 
Urnas biométricas - Este ano, oito municípios vale-piancoenses votarão por meio de urnas biométricas, o que corresponde a 35,8% do eleitorado regional, levando-se em conta o número de eleitores aptos a votar em 2012. Além de Piancó e Santana os Garrotes, que já tiveram essa experiência no pleito anterior, também irão se submeter ao novo modelo de votação Aguiar, Catingueira, Emas, Igaracy, Nova Olinda e Olho d’Água.
 
Voto em trânsito - O voto em trânsito vai ocorrer nessas eleições em 85 municípios brasileiros que têm mais de 200 mil habitantes. Isso possibilita aos eleitores votarem fora do domicílio eleitoral. Na Paraíba, somente João Pessoa e Campina Grande superam o contingente populacional determinado pelo TSE. Para ter direito a votar em trânsito, o eleitor deve requerer essa opção entre os dias 15 de julho e 21 de agosto. Em 2010, o voto em trânsito era permitido apenas nas capitais.

Fonte: Folha do Vali