Eleições municipais podem levar suplentes de deputado a titularidade do mandato

Eleições municipais podem levar suplentes de deputado a titularidade do mandato

Um deles é Antônio Mineral (PSDB), primeiro suplente da coligação formada por PTB, PP, PEN, PSDB e PR. O tucano ocupa atualmente uma cadeira na ALPB, mas poderá ganhar a titularidade se Dinaldinho Wanderley (PSDB), em Patos, ou José Aldemir (PP), em Cajazeiras, conseguirem se eleger. Ele obteve 25.550 votos na última eleição geral. Filiado atualmente ao PMDB, o deputado Jullys Roberto, segundo suplente da mesma coligação, é o segundo da fila para ocupar definitivamente uma cadeira na ALPB, caso os dois sejam eleitos prefeitos. Candidato pelo PEN, Jullys conseguiu 22.468 votos.

Líder do governo na Assembleia, Hervázio Bezerra (PSB) finalmente ganharia o status de deputado titular com a vitória dos socialistas Zé Paulo (PSB), em Santa Rita, ou Adriano Galdino, em Campina Grande. Com a vitória dos dois, Arthur Cunha Lima Filho (PRTB) também seria alçado a titular. Ele obteve 19.180 na coligação formada por PRP, PSB, PDT, PRTB e DEM. Uma vitória socialista em Campina Grande também daria a Emano Santos (PTN) a vaga de titular no lugar do deputado estadual Inácio Falcão (PTdoB), candidato a vice na chapa de Galdino.

A peemedebista Olenka Maranhão, que deixou a ALPB semana passada após rompimento do seu partido com o governador Ricardo Coutinho (PSB), também pode voltar à Casa Epitácio Pessoa como titular do mandato se o deputado estadual Nabor Wanderley for eleito para suceder a prefeita Francisca Motta, em Patos.

Na Câmara dos Deputados, a expectativa fica por conta dos suplentes Marcondes Gadelha (PSC) e os peemedebistas André Amaral e Élvis. No caso de Gadelha, um fato curioso, apesar de apoiar a reeleição do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), Marcondes seria beneficiado com a vitória de Cida Ramos (PSB), já que é primeiro suplente na coligação do deputado Wilson Filho (PTB), candidato a vice na chapa de Cida.

Já André Amaral, com 6.552 votos, e Élvis, com 2.111, estão na fila para ocupar a vagas dos deputados Veneziano Vital do Rêgo, candidado a prefeito em Campina Grande, e Manoel Júnior, vice de Cartaxo em João Pessoa.

 

 

 

Click PB