Efraim prega entendimento, mas reconhece que DEM tem mais força que PTB na PB

Efraim prega entendimento, mas reconhece que DEM tem mais força que PTB na PB

O ex-senador e presidente do DEM na Paraíba, Efraim Morais, pregou entendimento dos partidos que estão prestes a se fundir, DEM e PTB, apontou que o DEM tem mais força na Paraíba que o PTB, insinuando a pretenção à presidência da legenda na PB e garantiu união em torno do apoio ao governador Ricardo Coutinho (PSB).


“Se você fizer essa perspectiva nacionalmente observa que saimos de 21 deputados federais e 27 do PTB para 40 e pouco, será a quarta maior bancada do Congresso Nacional, serão oito ou nove senadores e haverá um fortalecimento das duas legendas, com maior participação nas comissões, relatorias, tempo considerável de TV e rádio e é importante para a sobrevivência dos partidos”, diz.


Questionado a respeito da pretensão do presidente estadual do PTB, Wilson Santiago, Morais desconversou apontando que só o próprio Santiago quem teria essa informação e afirmou que a direção nacional vai decidir qual o critério adotado para a direação estadual. “Caberá ver no estado qual a melhor força ou a maior força que comanda no estado. Ter ideia que temos dois deputados e o PTB, um; temos 21 prefeitos e o PTB 11, temos 220 vereadores e o PTB 132. Somos o segundo maior partido em número de filiados chegando a 37 mil e perdemos apenas para o PMDB, o PTB tem 19 mil. Esse entendimento é fundamental”, conta.


Morais destacou que acredita no amadurecimento do entendimento e o DEM está aberto ao diálogo com o deputado federal Efraim Filho, conversando com o também deputado federal Wilson Filho em Brasília. “Temos que sentar e fazer com que a Paraíba tenha um grande partido que seria o PTB (originário da fusão) e teria um número de prefeitos bem maior nas próximas eleições municipais”, conclui.


O presidente afirmou que apenas colocou a questão do tamanho dos partidos, mas que não é regra para definir a presidência. “vamos buscar o entendimento e o diálogo é o caminho de fazer política, ter humildade suficiente, mas saber também qual o melhor partido”, aponta.


A decisão nacional até agora é que o partido fará oposição ao governo federal e na Paraíba estará apoiando Ricardo Coutinho. Ele lembrou, inclusive, a participação do DEM na administração estadual com dois secretários.  
 
 


Marília Domingues / Fernando Braz