Efraim Filho diz que ‘parlamentarismo branco’ no Brasil se deve a ‘fraqueza de Dilma’; ‘PMDB a faz de refém’

Efraim Filho diz que ‘parlamentarismo branco’ no Brasil se deve a ‘fraqueza de Dilma’; ‘PMDB a faz de refém’

O deputado federal, Efraim Filho (DEM), rebateu as declarações do ex-ministro de Lula e um dos fundadores do PSB, Roberto Amaral, que destacou em entrevista ao programa Rádio Verdade que o Brasil estaria vivendo uma espécie de parlamentarismo, e destacou que se o sistema político se apresenta desta forma é porquê a presidente Dilma Rousseff (PT) apresenta um governo “fraco e vulnerável”.

De acordo com Efraim, se exite o sentimento de parlamentarismo hoje é por “fraqueza da presidente”. “Quando se fala em parlamentarismo branco é o vice-presidente, Michel Temer (PMDB) e o maior partido da base de Dilma, o próprio PMDB”, diz.

Efraim ainda apontou que faltou Dilma se impor, quando viu a declaração de Cunha que disse que o PT só ganharia uma na Câmara quando eles têm pena. Para ele, isso mostra o tensionamento que acontece. Ele ainda lembrou que os problemas estão saindo de dentro da base e de quem tem culpa no estelionato.

“Por isso que ela tem que se esconder. Dizer que o Brasil está bem, não está! Está uma crise hídrica, energética, política, econômica porque ela não tem legitimidade para conduzir e tem perdido espaço para o PMDB porque não tem mais a confiança da população porque mentiu durante as eleições”, acredita.

O parlamentar ainda lembrou da época de Lula, garantindo que com todos os defeitos do petista, ele tinha a confiança do povo para apontar o caminho e a base seguir. “O vice-presidente (de Dilma) e os presidentes das Casas Legislativas (Eduardo Cunha da Câmara e Renan Calheiros do Senado) todos do PMDB, têm feito a presidente refém nessa articulação política”, conclui.

 

 

 


Marília Domingues