Efraim diz que não teme encarar ‘chapinha’, ‘chapão’ ou chapeta’ e reafirma apoio a Cida

Efraim diz que não teme encarar ‘chapinha’, ‘chapão’ ou chapeta’ e reafirma apoio a Cida

O deputado federal pelo Democratas da Paraíba, Efraim Filho comentou a possível aliança entre PSB e Democratas nas eleições para a prefeitura de João Pessoa, tendo o nome de Raoni Mendes como possível vice na chapa da pré-candidata, Cida Ramos (PSB). Efraim destacou a importância da conversa entre os membros do partido para que seja possível chegar a uma decisão, lembrando que a aliança feita com PSB em 2012 pode ser repetida este ano.

“Essa não é uma decisão que nos pertence, por isso não há como haver exigência, ela é uma decisão plural que pertence a uma aliança de partidos que compõe o nosso grupo. Eu acredito que todos eles devem ser ouvidos, tem que ser apresentadas sugestões desses partidos, se for caso para que tenhamos uma adesão consensual. Na base do diálogo a gente se entende, o Democratas pode repetir a aliança de 2012, PSB e Democratas na chapa majoritária”, comentou.

Efraim acredita que o perfil do vereador Raoni Mendes é um ponto importante para essa aliança, destacando sua atuação e seu eleitorando que junto com os de Cida Ramos, trará resultados positivos para João Pessoa.

“O cenário como se construiu hoje, diante dos partidos que permanecem na nossa aliança e da qualificação dos nomes que estão disponíveis, eu considero Raoni um quadro extramente valoroso dessa nova geração e até pelo perfil, pelo eleitorado dele que agrega ao perfil do eleitorado que Cida já tem. Na unidade dos dois, aumenta e traz pontos positivos”, afirmou.

 

Ao comentar sobre as declarações do vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira, Efraim argumentou que o ‘chapão’ não causa nenhum desconforto e que estão prontos para enfrentar, afirmando que a a aliança entre PMDB e PSD em João Pessoa, só mostra o desconforto da oposição com o crescimento de Cida Ramos na disputa.

“Para os Democratas tanto faz, chapinha, chapão, chapeta, o que vier a gente tem que estar preparado para enfrentar, isso é igual campeonato de futebol, você não tem que escolher adversário, eu acredito que eles pensaram nas estratégias deles e quando eles pensam na estratégia de se unir logo no primeiro turno , isso demonstra um receio do crescimento da candidatura de Cida”, declarou.

Ele analisa a aprovação que o governador Ricardo Coutinho tem hoje como importante para a candidatura de Cida em João Pessoa.

“A diferença de 2012 pra cá, ela é boa para o nosso lado, mas se você for lembrar a avaliação de Ricardo em 2012, no inicio de um governo que estava sendo implementado, era diferente hoje da aprovação que o governador tem. Acho que isso advogada a favor e a capacidade de transmissão de votos hoje mais forte para a candidata do PSB”, concluiu.

 

 

 

 

Paraíba.com.br