Efeito Lava Jato: Fábrica de Cimento desativa 80% e está prestes a fechar

Efeito Lava Jato: Fábrica de Cimento desativa 80% e está prestes a fechar

Os desdobramentos da Operação Lava Jato também já chegaram na Paraiba. Nos últimos dias, a INTERSEMENT – sucessora da Matarazzo e Cimpor, do Grupo Camargo Correa, no bairro da Ilha do Bispo, na Fazenda da Graça, em João Pessoa, demitiu 80% dos funcionários e atualmente funciona apenas com moinhos de cimento, cuja matéria-prima obtém do Grupo Brennand, com pouca produção de calcária de sua propriedade.

De acordo com informações exclusivas chegadas ao Portal WSCOM, todo pessoal do Setor de Produção (clinquerização, material prima agora tirada da Brennand) envolvidos nos Fornos e parte da área administrativa foram demitidos recentemente.

As informações adicionais dizem ainda que a empresa se prepara possivelmente para fechar a fábrica diante da constatação de que o calcário extraido da Mina da empresa está em condições de permitir extração no máximo em até oito anos.

Fontes da empresa disseram ainda que os efeitos da Operação Lava Jato estão obrigando a Camargo Correa a se desfazer de muito dos seus bens e empresas, a exemplo do que acontece em João Pessoa.

A reportagem procurou a INTERSEMENT mas não obteve contato.

 

 

 

 

Wscom