Economistas elevam previsão de inflação para 2016 e 2017 e corte menos da taxa de juro

Economistas elevam previsão de inflação para 2016 e 2017 e corte menos da taxa de juro

Economistas ouvidos semanalmente pelo Banco Central aumentaram suas projeções para inflação para 2016 e 2017 e passaram a ver corte menor da taxa básica de juros no ano que vem. As alterações ocorrem em meio à persistente alta de preços sobretudo dos alimentos.

A pesquisa Focus, do BC, divulgada nesta segunda-feira mostrou que a estimativa para a alta do IPCA este ano subiu para 7,34% – a projeção da semana passada era de 7,31%. Para 2017, as expectativas sobre o IPCA subiram de 5,12% para 5,14%. Foi a primeira mudança em dez semanas.

Apesar de recentemente ter perdido um pouco da força, os preços dos alimentos continuavam colocando pressão sobre a inflação. O IPCA-15, prévia do indicador oficial, mostrou alta próxima de 9% nos doze meses acumulados até agosto.

Para a Selic, segundo o Focus, a projeção para o fim de 2017 subiu a 11,25%, acima dos 11% da semana anterior, o primeiro movimento de alta após oito semanas de estabilidade. A estimativa para a taxa básica de juros ao final deste ano foi mantida em 13,75%.

O Focus mostrou ainda que a expectativa dos economistas para a retração do Produto Interno Bruto (PIB) este ano passou de 3,20% para 3,16%. Para 2017, a expansão esperada subiu de 1,20% para 1,23%. Houve forte queda nas projeções de expansão da produção industrial de 2017, que passou de 1,05% para 0,50%.

 

 

 

Veja