Dupla do RJ é presa na PB por fraude e pode ter causado prejuízo de R$ 500 mil ao INSS e bancos

Dupla do RJ é presa na PB por fraude e pode ter causado prejuízo de R$ 500 mil ao INSS e bancos

Um casal carioca foi preso nesta quarta-feira (4), suspeito de participar de um esquema fraudulento que pode ter provocado um prejuízo superior a R$ 500 mil ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Banco do Brasil, Caixa e operadoras de crédito, nos últimos seis meses, na Paraíba. Segundo a polícia, os dois utilizavam dados de pessoas falecidas.

 

O capitão Bruno Rodrigues, comandante da 1ª Companhia de Choque do Batalhão de Operações Especiais (Bope), disse ao Portal Correio que o esquema era organizado no Rio de Janeiro e se espalhava pelo Brasil. A Polícia Militar na Paraíba levantou que o casal não só fazia empréstimos com documentos falsos, como também tinha acesso a benefícios previdenciários com papéis fraudados.

Segundo a PM, a mulher de 34 anos foi presa no fim da manhã desta quarta (4), enquanto tentava fazer um empréstimo com dados falsos em uma operadora de crédito de João Pessoa.

Depois que ela foi presa, a polícia localizou o homem de 47 anos, em Sapé, a 55 km da Capital, que estava em uma residência que servia como escritório das fraudes na Paraíba, como disse o capitão Bruno. No local, havia cartões bancários de pessoas falecidas, chips de telefone celular, documentos de identidade e uma quantidade de dinheiro não informada.

Apesar das duas pessoas presas, o comandante do Choque disse ao Portal Correio que cinco pessoas compõem o grupo na Paraíba, sendo que três delas ainda são procuradas pela polícia.

Os dois presos foram levados a Sede da Polícia Federal, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, onde a investigação vai continuar.