Dupla acusada de arrastões em postos na PB morre após furar bloqueio policial

Dupla acusada de arrastões em postos na PB morre após furar bloqueio policial

Erinaldo Nunes Santana, de 30 anos, e Ednaldo Alves da Silva, de 40, morreram, nessa sexta-feira (20), após furarem bloqueio montado pela polícia na PB 071, no trecho que liga a cidade de Jacaraú à BR 101.

De acordo com informações, ao perceber o bloqueio policial a dupla tentou fugir em alta velocidade,  mas acabou perdendo o controle do veículo, que capotou. Após o acidente, um dos suspeitos saiu do carro e iniciou uma troca de tiros com a polícia, que revidou para render os acusados.

Um suspeito acabou atingido durante a troca de tiros. O outro ficou bastante ferido por conta do capotamento do veículo. Os dois chegaram a ser socorridos pelos próprios policiais e encaminhados para o hospital de Mamanguape, mas não resistiram e morreram.

Com a dupla, a polícia apreendeu três bananas de dinamite, um revólver calibre 38, duas furadeiras, um alicate para destruir cadeados, ferramenta pé-de-cabra e duas balaclavas (touca para esconder o rosto). Eles eram suspeitos de realizar arrastões em postos de combustíveis das cidades de Duas Estradas e Lagoa de Dentro, no Litoral Norte da Paraíba.

Segundo levantamentos da Polícia Militar, a dupla vinha sendo apontada como responsável por vários assaltos a estabelecimentos comerciais, casas e moradores dos municípios de Duas Estradas, Pedro Régis, Jacaraú e Mamanguape. O carro em que eles estavam tinha a placa clonada de Pernambuco e outras placas do mesmo estado foram encontradas dentro do veículo.

 

 

 

 

 

MaisPB