Dom Aldo suspende Luiz Couto da Igreja Católica da Paraíba

Dom Aldo suspende Luiz Couto da Igreja Católica da Paraíba

Exclusivo – Padre, o deputado federal Luiz Couto (PT) acaba de ter suas atividades eclesiásticas suspensas pela Arquidiocese da Paraíba. Em documento enviado para a maior autoridade da Igreja Católica no país, Núncio Apostólico Dom Giovanni D`Aniello, o arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, denuncia que o parlamentar estaria, com seus posicionamentos, indo de encontro à pregação da Igreja. O Portal MaisPB teve acesso ao documento com exclusividade.

Usando matérias jornalísticas, Dom Aldo, diz ao representante de papa, que Couto tem, através de sua atividade política, defendido atos que vão de encontro a “doutrina e moral cristã”.

Fato – Um destes posicionamentos, apontado pela Arquidiocese da Paraíba foi o registro feito por Couto, na Câmara dos Deputados, do artigo elaborado pelo pastor Henrique Vieira, professor, teólogo e militante, pastor da Igreja Batista do Caminho, eleito vereador pelo PSOL, na cidade de Niterói (RJ).

No texto, o vereador se refere à Viviany Beleboni, uma modelo transexual que ficou conhecida em todo o país depois de aparecer crucificada na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.

Couto prega diálogo – Ao registrar o artigo do pastor, o deputado Luiz Couto enfatizou que o texto mostra a diferença do caminhar cristão. “O que está ligado ao comportamento de Cristo é saber diferenciar os falsos mestres e as ovelhas do Senhor. O que o vereador e cristão aponta é a necessidade do diálogo. Que muitos fundamentalistas excluem de seus dicionários. Não só aplaudo as palavras do Pastor como afirmo que nosso Senhor não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o Senhor, o coração”, disse Couto em junho.

Com a decisão, o deputado está impedido de celebrar missas e realizar outros dogmas oficiais da igreja. Uma das punições mais rigorosas aplicadas pela Igreja Católica aos seus clérigos.

 

 

MaisPB