Dólar cai a R$ 3,81 na primeira sessão após atentados em Paris

Dólar cai a R$ 3,81 na primeira sessão após atentados em Paris

O dólar recuou 0,37% nesta segunda-feira e fechou o dia negociado por 3,81 reais, em um pregão marcado pela cautela dos investidores após os ataques terroristas em Paris. Foi a primeira sessão do mercado de câmbio após os atentados.

A moeda americana abriu o dia em alta e chegou a ser negociada por 3,86 reais, mas o movimento perdeu força nas horas seguintes. A cautela, que já tem sido a marca do mercado de câmbio há várias semanas, foi ainda mais perceptível nesta terça-feira, com as atenções divididas entre os ataques em Paris e as incertezas sobre o futuro da taxa de juros nos Estados Unidos e do comando do Ministério da Fazenda brasileiro.

Depois de abrir em alta, o dólar começou a cair no início da tarde, pouco depois de a presidente Dilma Rousseff reiterar seu apoio ao ministro Joaquim Levy. O ministro tem sido alvo de fortes críticas da base aliada no Congresso e de membros do governo, em particular de integrantes do PT, que pedem sua substituição. Na Turquia, onde participou da reunião de cúpula do G20, Dilma afirmou que "levy fica onde está".

O futuro da taxa de juros americana, por sua vez, segue sendo o pano de fundo de todas as transações. Isso continuará a marcar os negócios até dezembro, quando o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) se reunirá pela última vez em 2015 para decidir sobre a taxa básica do país. Uma eventual elevação tende a atrair para os EUA dinheiro hoje aplicado em economias emergentes, entre elas a brasileira.

 

 

Veja