Dívida de campanha pode impedir posse de José Maranhão no Senado Federal

Dívida de campanha pode impedir posse de José Maranhão no Senado Federal

Uma dívida de campanha do então candidato a reeleição ao governo, José Maranhão (PMDB), com a agência Signo, em 2010, pode impedir a posse do peemedebista no Senado Federal no próximo ano.

É que para obter aprovação das contas de sua campanha junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), José Maranhão parcelou o débito, estimado em R$ 500 mil, mas, segundo o proprietário da agência, o publicitário Anderson Pires, o acordo não teria sido cumprido.

Uma ação de cobrança já foi ajuizada no Tribunal de Justiça do Estado para solucionar o impasse, que já foi comunicado o TRE paraibano. A previsão é que a Corte Eleitoral se pronuncie nos próximos dias a respeito do caso.

A defesa da Signo Comunicação está a cargo do advogado Alexandre Jerônimo Rodrigues Leite.  

A informação foi veiculada com exclusividade na coluna do jornalista Heron Cid, no Correio da Paraíba desta sexta-feira (5).


Alexandre Freire - MaisPB