Dilma perde 15 quilos e diz que é preciso fechar a boca

Dilma perde 15 quilos e diz que é preciso fechar a boca

  A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (12) durante entrevista coletiva no Rio de Janeiro que perdeu 15 quilos desde o fim da campanha eleitoral de 2014, concluída em outubro. Segundo a presidente, que afirmou que "não tem regime fácil", é preciso fechar a boca e fazer ginástica.

"Sinto muito, meninas, mas um pouquinho tem que fechar [a boca], equilibrar a comida, e fazer uma ginasticazinha, uma caminhadinha. Não tem regime fácil, não tem jantar de graça. Não tem almoço nem café da manhã de graça", disse a presidente.

 

Dilma tem chamado a atenção em solenidades públicas pelo tanto que tem emagrecido nos últimos meses. No final do ano passado, ela começou a fazer a dieta do médico argentino Máximo Ravenna, que exclui carboidratos simples, como arroz, macarrão e pães.

Segundo a presidente, graças aos novos hábitos alimentares, ela deixou de tomar remédios e  passou a tomar vitaminas. "Estou fazendo campanha. Estou, sim, fazendo e acho que as pessoas ficam melhores em termos da saúde. Eu estou melhor. Eu tomava uma série de remédios. Reduzi meus remédios e praticamente parei de tomar remédios. Tomo vitamina agora", afirmou.

Dilma disse, ainda, que o ideal era que tivesse começado a fazer dieta aos 40 anos. “Eu era mais magra. Sempre fui mais magra, mas engordei. Que tem de fazer? Tem de manter uma alimentação saudável e tem de fazer exercício físico. Por quê? Vai evitar doença de coração, vai melhorar qualidade de vida, vai gastar menos dinheiro com remédio. E ninguém cobra pra você andar. Então, é algo que é possível fazer”, disse.

 

 

 

G1