Dilma oferecerá ajuda ao Catar para a organização da Copa de 2022

Dilma oferecerá ajuda ao Catar para a organização da Copa de 2022

A presidente reeleita Dilma Rousseff se reunirá nesta quarta-feira (12) com o emir do Catar, Tamim bin Hamad Al Thani, para, entre outros assuntos, oferecer ajuda ao país árabe na organização da Copa do Mundo de 2022, informou a assessoria do Palácio do Planalto. Segundo nota oficial divulgada pela Presidência, o governo brasileiro estaria disposto, após sediar a Mundial da Fifa deste ano, a colaborar na "troca de experiências" para o evento esportivo.

Dilma desembarcou no país do Oriente Médio na manhã desta terça em escala da viagem para a Austrália, onde participará, nos dias 15 e 16, da Cúpula do G20, grupo que reúne as 20 principais economias do mundo.

“A presidenta vai aproveitar o encontro com o Chefe de Estado catari para anunciar que o Brasil está disposto a contribuir para a organização da Copa do Mundo de 2022 no Catar, colaborando na troca de experiências para o evento esportivo. […] Em julho, durante a Copa do Mundo, o Emir-Pai do Catar, Hamad bin Khalifa al Thani, foi ao Rio de Janeiro para assistir à partida entre Alemanha e Argentina”, destacou o Planalto no comunicado.

Apesar dos atrasos na construção de alguns estádios, a organização da Copa do Mundo no Brasil, em 2014, recebeu nota 9,25 da Fifa.

Relações bilaterais
Conforme a Presidência da República, a reunião da petista com Al Thani também servirá ainda para que Brasil e Catar aprofundem as as relações econômicas e diplomáticas. Esta é a terceira vez na história que um chefe de Estado brasileiro visita o país árabe.

Ainda de acordo com o Planalto, a presidente da República e o emir tratarão sobre a situação política do Oriente Médio, além de temas de "aprofundamento" do fluxo de investimentos bilaterais, além da "interconectividade" no setor de transporte aéreo.

Após o encontro com o emir, no Palácio Real, que tem previsão de uma hora de duração, Dilma seguirá, ainda em Doha, para a sede da Fundação Catar, onde será recebida pela presidente da "Qatar Foundation", Mozah bint Nasser, Rainha-mãe do Catar.

A previsão, de acordo com o Planalto, é que a presidente brasileira embarque na quarta-feira (12), às 18h (13h no horário de Brasília), para a reunião de cúpula do G20.


 

G1