Dilma: Falta de mulheres e negros mostra descuido com o país

Dilma: Falta de mulheres e negros mostra descuido com o país

Em entrevista ao jornalista Glenn Greenwald, do portal The Intercept, a presidente afastada Dilma Rousseff criticou a composição do governo interino de Michel Temer (PMDB): "o que está me parecendo é que este governo interino e ilegítimo será bastante conservador em todos seus aspectos".

"Um deles é o fato de ser um governo de homens brancos, sem negros, num país onde no último censo, de 2010, mais de 50% se declarou de origem afrodescendente. Não ter uma mulher e não ter um negro mostra um certo descuidado com o país que está governando”, disse Dilma.

Dilma tem reagido publicamente contra as decisões polêmicas do governo Temer, como a de alterar a legislação da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), na exoneração o presidente da instituição, Ricardo Melo. "É absurda e lamentável a decisão do governo provisório de violar a lei que criou a EBC. Mais um ataque ao Estado Democrático de Direito", afirmou a presidente afastada nas redes sociais.

Nesta quarta-feira, ela também criticou a revisão anunciada do Bolsa Família em um 'Face to Face', em que respondeu ao vivo a perguntas de internautas pelo Facebook sobre o programa.

"Eles têm falado muito em cortar benefícios. Com o Bolsa Família, falam de cortar de 10% a 30%. Isso significa de 4,7 milhões até 13 milhões de pessoas. (...) eles falaram até em deixar só 5% das pessoas, ou seja, só 10 milhões de pessoas no Bolsa Família. Sabe o que isso significa? Iriam tirar 36 milhões de pessoas do Bolsa Família numa canetada só", postou Dilma (leia mais).

Confira um pequeno trecho da entrevista de Dilma divulgada pelo site The Intercept:

 

 

 

 

Brasil 247