Dilma é recebida na Colômbia com honras de chefe de Estado

Dilma é recebida na Colômbia com honras de chefe de Estado

A presidente Dilma Rousseff foi recebida nesta sexta-feira (9) em Bogotá pelo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, com honras de chefe de Estado. A visita ao país faz parte de uma estratégia do governo para acelerar a implementação de acordo comerciai que prevê taxa zero para a entrada de produtos brasileiros na região.

Dilma chegou ao país durante a madrugada e, ao longo desta sexta, terá uma série de compromissos. Na agenda de Dilma está prevista a participação em um seminário organizado por empresários brasileiros e colombianos, encontro com os presidentes das casas legislativas e pronunciamento à imprensa após se reunir com Juan Manuel Santos.

A ida a Bogotá estava inicialmente marcada para a última segunda (5), mas Dilma decidiu adiar a viagem para dar posse, em Brasília, aos dez novos ministros do governo, assistir ao julgamento das contas de 2014 pelo Tribunal de Contas da União (TCU) – que foram rejeitadas – e acompanhar a análise pelo CongressoNacional dos vetos aos itens da “pauta-bomba”. As sessões no Congresso não ocorreram por falta de quórum.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, o objetivo do encontro entre Dilma e Manuel Santos é acelerar um acordo econômico que quer zerar as taxas de importação colombianas a produtos brasileiros. Ainda segundo o Itamaraty, Brasil e Colômbia buscam ampliar o fluxo comercial, que chegou a US$ 4,1 bilhões no ano passado.

Por se tratar de visita de Estado, a mais alta na diplomacia, alguns ritos devem ser cumpridos por Dilma em sua viagem à Colômbia.

Ao chegar à Casa de Nariño, sede do governo, a presidente terá reunião privada com Santos, da qual só participam os principais assessores dos dois, e, na sequência, a chamada reunião ampliada, na qual estarão presentes ministros dos dois governos, como Mauro Vieira (Relações Exteriores) e Armando Monteiro Neto (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior).

 

 

 

G1