Dilma deve cancelar viagem aos EUA para cúpula sobre segurança nuclear

Dilma deve cancelar viagem aos EUA para cúpula sobre segurança nuclear

A presidente Dilma Rousseff avalia cancelar uma viagem a Washington (EUA) programada para esta quinta-feira (31) para participar de uma conferência sobre segurança nuclear, informaram ao G1 assessores do Palácio do Planalto. Oficialmente, no entanto, a Presidência ainda não confirma a possibilidade de a petista cancelar o compromisso na capital norte-americana.

Embora ainda não houvesse confirmação oficial de que Dilma iria participar do encontro de segurança nuclear, havia previsão, desde fevereiro, de que a presidente iria para a cúpula.

O convite para o evento foi enviado pelo governo norte-americano no início de fevereiro. O encontro ocorre a cada dois anos e, além dos EUA (2010), já sediaram o evento a Coreia do Sul (2012) e a Holanda (2014).

Nesta terça-feira, o PMDB, principal aliado de Dilma no governo, oficializou seu rompimento com a petista. A decisão dos peemedebistas aumenta a crise política na Esplanada dos Ministérios e é vista como fator importante no processo de impeachment da presidente da República. Há a expectativa de que, diante da saída do PMDB, outros partidos da base aliada também desembarquem da gestão petista.

Ao longo do dia, Dilma recebeu ministros de partidos aliados em seu gabinete no Palácio do Planalto. Ela conversou com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab (Cidades), e dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues.

 

 

 

G1