Detran flagra 2,6 mil motoristas alcoolizados na 'Lei Seca' em 2014

Detran flagra 2,6 mil motoristas alcoolizados na 'Lei Seca' em 2014

A Operação Lei Seca, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), flagrou 2.618 condutores dirigindo sob efeito de álcool em 2014. O mês em que houve o maior número de ocorrências foi março, com 367 flagrantes, seguido por fevereiro (349) e janeiro (303). Ainda de acordo com o balanço, foram realizadas, ao longo de 2014, 45.089 abordagens, e realizados 44.994 testes de alcoolemia (aplicação do 'bafômetro').

Os números mostram que os testes de alcoolemia considerados positivos por recusa sem sintomas são a maioria, com 1.186 ocorrências. O número de ocorrências por recusa com sintomas é de 152 registros. Os demais casos foram de testes realizados com o etilômetro.

Os números mostram ainda que foram aplicados 5.039 autos de infração de trânsito por diversas irregularidades, como Carteira Nacional de Habilitação vencida ou ausente no momento da fiscalização. O mês de fevereiro liderou esse tipo de ocorrência, com 790 registros, seguido de abril, com 738 casos, e março, com 735 registros.

No período de janeiro a dezembro de 2014, o balanço mostra que foram removidos 1.605 veículos. O mês de abril registrou o maior número de remoções, com 234, seguido por fevereiro, com 220, e janeiro, com 172 remoções. De acordo com o chefe da Divisão de Policiamento de Trânsito do Detran, César Urach, os carros ainda representam a maior parte das remoções, seguidos por motocicletas.

Segundo os dados, 133 pessoas foram conduzidas à delegacia por crime de trânsito. Ainda de acordo com o balanço, 2.274 condutores tiveram a Carteira Nacional de Habilitação apreendida.

O chefe da Divisão de Policiamento do Detran enfatiza que os números são considerados positivos. “Esses dados mostram que, sem nenhuma dúvida, o condutor paraibano ganha, a cada dia, respeito pela vida. Isso demonstra que estamos no caminho certo, que o processo de educação tem dado resultados”, enfatizou. “Além do mais, não podemos ver a Operação Lei Seca apenas sob o aspecto numérico. É um programa de governo, coordenado pelo Detran, que tem mudado o comportamento da sociedade paraibana para melhor, conscientizando as pessoas de que álcool e direção não combinam”, completou.

Metas para 2015 – César Urach destacou que uma das prioridades para 2015 é intensificar as ações da Operação Lei Seca no interior do Estado. De acordo com ele, as cidades que mais preocupam o Detran são Campina Grande, Guarabira, Itabaiana e Solânea. “Temos muitas outras, mas como essas são consideradas de porte médio, e com um número de veículos considerável, se faz mais necessária a nossa presença, o que vamos fazer em 2015 pelo menos duas vezes por semana”, pontuou.

Outra meta para o ano que se inicia, segundo César Urach, é investir nas operações conjuntas. “Essas operações que realizamos em parceria com outros órgãos estaduais e municipais tornam a Operação Lei Seca ainda mais eficaz. Quando os órgãos atuam juntos, se consegue punir não apenas o motorista infrator, mas também alguém que, de alguma forma, esteja colocando em risco a segurança e a paz da sociedade paraibana. Por isso, vamos fazer parcerias ainda mais frequentes com a Polícia Rodoviária Federal, a Secretaria de Trânsito de cada cidade, a Polícia Militar, além de outros órgãos”, finalizou, ressaltando que o processo de conscientização do condutor é mais que uma meta. “É maravilhoso vermos o respeito que a sociedade adquiriu pelo agente de trânsito. O processo de conscientização é algo contínuo, que requer tempo, hábito. Mas, com certeza, do qual já estamos colhendo os frutos”.

 

 

Secom PB