Desembargador João Alves se despede da Corte Eleitoral

Desembargador João Alves se despede da Corte Eleitoral
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), desembargador João Alves da Silva, se despediu da Corte Eleitoral na sessão administrativa desta sexta-feira (29). Antes, porém,  inaugurou as novas instalações do plenário. “Nós temos com muito prazer, a alegria de entregar este plenário renovado aos senhores, aos advogados.
 
 
João Alves apresentou o relatório circunstanciado de sua gestão, referente ao período 2015, e foi saudado e elogiado por todos os seus pares.
 
 
O relatório foi elaborado em consonância com o que dispõe o Regimento Interno do TRE. Em sua apresentação, o magistrado expôs as ações institucionais conduzidas nas áreas de Gestão Estratégica, Responsabilidade Social, Atendimento ao Eleitor, Gestão Administrativa, Metas do Conselho Nacional de Justiça, Biometria e preparação das Eleições Municipais 2016, além de pontuar a atuação dos membros do Tribunal e servidores da secretaria e Zonas Eleitorais.
 
 
João Alves finalizou seu discurso dizendo: “Também para a nossa surpresa, fomos agraciados pelo CNJ – Justiça em Números - com o Selo Bronze, esse bronze foi muito mais que diamante”, e concluiu afirmando: “Eu gostaria de aproveitar esse momento para agradecer a todos sem distinção; acredito haver cumprido a missão a que me propus. Digo, não fiz o que quis, mas fiz o que pude”.
 
 
Homenagens
 
 
Na ocasião, o desembargador foi homenageado pela associação dos  servidores (ASSTRE-PB) e pelo sindicato (SINDIJUF-PB) com uma placa de agradecimento: “As entidades representativas dos servidores do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba registraram preito de gratidão e reconhecimento ao desembargado presidente do TRE-PB, João Alves da Silva, pela forma cortês e atenciosa como conduziu e acolheu os pleitos da categoria durante o ano de 2015”.
 
 
O secretário de Tecnologia da Informação do TRE-PB, George Leite Bezerra Cavalcanti, agradeceu ao desembargador em nome dos servidores da Secretaria: “cito uma frase de para-choque de caminhão, que vi num das inúmeras viagens que fizemos ao interior do Estado para tratar da questão da biometria, que lembra o senhor presidente: 'O medroso desiste, o forte conquista e o covarde nem tenta'. Nós não tínhamos dinheiro, não tínhamos pessoal, não tínhamos como fazer... Este Tribunal é reconhecido em todo o Brasil como um Regional Eleitoral que traz soluções de ponta. Eu parabenizo o senhor. Muito obrigado.”
 
 
 
 
 

Assessoria