Descoberto esquema que iria desviar R$ 7 milhões para construção de hotel na Paraíba

Descoberto esquema que iria desviar R$ 7 milhões para construção de hotel na Paraíba

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (15), uma operação contra um desvio de R$ 7 milhões que seria utilizado na construção de um hotel em João Pessoa. O valor seria oriundo do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), para atividades de apoio à Copa do Mundo 2014. A Operação foi denominada “Gol Contra”.

Uma fiscalização da Controladoria Geral da União detectou a fraude ao constatar que o empresário beneficiado com o financiamento apresentou notas fiscais falsas, além de ter superfaturado os valores de itens e serviços da obra. Há ainda suspeitas do envolvimento de funcionários da instituição financeira, haja vista terem deixado de observar inúmeras irregularidades durante o trâmite do processo de verificação do financiamento.

Ministério Público Federal e a CGU estão cumprindo sete mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela Justiça Federal da Paraíba. São alvos da investigação funcionários do BNB - Banco do Nordeste do Brasil e empresários, tendo havido buscas nas cidades de João Pessoa/PB e Brasília/DF.

A Polícia Federal não divulgou o nome do empresário, mas informou que o hotel iria ser instalado entre os bairros de Cabo Branco e Tambaú, na orla da Capital. Uma entrevista coletiva será dada às 11h30m na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal para detalhar a operação.

O Banco do Nordeste já viabilizou investimentos totais de R$ 1,7 bilhão, em 20 financiamentos de apoio à Copa do Mundo de 2014. Grande parte deste montante (R$ 673,6 milhões) envolve recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste, principal fonte de recursos da instituição.