Deputados debatem ações de combate ao Aedes Aegypti na Assembleia Legislativa da Paraíba

Deputados debatem ações de combate ao Aedes Aegypti na Assembleia Legislativa da Paraíba

As ações de enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti foi tema dos debates esta semana na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Os deputados demonstraram preocupação com a proliferação dos vírus da dengue, zika e chikungunya no estado da Paraíba, assim como, em todo o país. Para os parlamentares, é necessário que se tome medidas urgentes com o objetivo de eliminar, principalmente, os criadouros do mosquito.

O deputado estadual João Gonçalves comentou que apresentará à Mesa Diretora um requerimento solicitando à Assembleia a criação da Frente Parlamentar de Combate ao Aedes Aegypti e, desta forma, busquem soluções para evitar a proliferação dos vírus relacionados ao mosquito. “Não podemos esperar porque o tempo não para. Conclamo a todos, pois não podemos ficar aguardando que mais pessoas sejam infectadas”, afirmou João Gonçalves. O parlamentar também ressaltou que é preciso ter pressa no combate ao aedes, principalmente nas cidades e nos bairros com os maiores índices de infestação.

A deputada Estela Bezerra também usou a tribuna do plenário da Casa de Epitácio Pessoa para alertar à população a respeito do Zika Vírus. Estela afirmou que a classe política também deve estar sintonizada com o principal problema de saúde que afeta o país atualmente para que assim possa tratá-lo de forma adequada. A deputada demonstrou inclusive preocupação com as gestantes infectadas pelo zíka vírus. “O Brasil vive um momento de calamidade e de emergência e esse ônus não pode recair nas costas das mulheres gestantes. As gestantes estão sendo as principais afetadas, com suas crianças que estão nascendo com microcefalia”, alertou a parlamentar.

Estela Bezerra também destacou que o Governo do estado tem buscado iniciativas de combate ao aedes e à proliferação dos vírus da dengue, zika e chikungunya. “O Governo do Estado está sendo bastante inteligente. Na semana passada o governador esteve na Praça do Coqueiral, em Mangabeira, fazendo o lançamento de um programa de enfrentamento ao zíka vírus, ao aedes aegypti e toda sua mutação”, afirmou.

O deputado Ricardo Barbosa, presidente da Comissão de Saúde da ALPB, afirmou que a Comissão pretende realizar audiência pública com o objetivo de debate a respeito de ações que venham a combater o mosquito. De acordo com o parlamentar, uma sessão especial, de propositura conjunta com o presidente da Casa, o deputado Adriano Galdino, fará uma homenagem a médica e pesquisadora Adriana Melo, a primeira profissional de medicina a diagnosticar a relação existente entre os casos de microcefalia com os casos de zíka vírus. “Na próxima sexta-feira (26), estaremos realizando uma sessão especial para que possamos entregar duas comendas à doutora Adriana Melo, paraibana que comanda hoje todas as discussões sobre os efeitos do zíka vírus”, afirmou Barbosa. O parlamentar ressaltou ainda que a audiência pública servirá principalmente para que a Assembleia Legislativa da Paraíba possa discutir com a doutora Adriana Melo e outras autoridades sobre a questão do aedes aegypti e seus desdobramentos.

 

 

 

Assessoria