Deputados da Paraíba divergem da aprovação de meta fiscal no Congresso

Deputados da Paraíba divergem da aprovação de meta fiscal no Congresso

Os deputado federais pela Paraíba Hugo Motta (PMDB) e Efraim Filho (DEM) divergiram na votação do projeto apresentado pelo Governo Federal que derruba a meta fiscal prevista para 2014, que ocorreu na madrugada de ontem. Hugo Motta votou a favor da proposta apresentada pelo Governo Federal, já Efraim Filho contra.

Hugo Motta disse que a “votação não se deu pelo seu mérito, pois ele “é indiscutível quanto ao seu prejuízo à mudança na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), mas sim pela consequência que seria causada com a falta de liberação dos repasses para estados e municípios”.

Já Efraim Filho destacou que o decreto da presidente Dilma Rousseff “desmoraliza a Lei de Responsabilidade Fiscal”.

“Votei contra para preservar a transparência na gestão pública e mecanismos de fortalecimento no combate à corrupção. Se o Governo Federal se acha no direito de burlar a LRF, amanhã todo governador ou prefeito se achará no mesmo direito. Triste fim para um país tão carente de Leis e regras que estimulem transparência e combate a corrupção”, afirmou.

Efraim acrescentou que Dilma também transformou um o Congresso num balcão de negócios.

“Para convencer a base do governo a apoiar essa iniciativa, transformou o Congresso num balcão de negócios para liberar recursos financeiros e emendas parlamentares para quem votar sim. Serei pilar da resistência contra esse absurdo”, acusou.

MaisPB