Deputados conhecem detalhes do andamento das obras de transposição

Deputados conhecem detalhes do andamento das obras de transposição

A visita dos deputados e integrantes da Frente Parlamentar da Água as obras do Lote 7 da transposição do Rio São Francisco, na manhã desta sexta-feira (20), serviu para que os parlamentares não apenas conhecessem as obras, mas se inteirassem de detalhes dos cronogramas, das dificuldades enfrentadas e do que ainda falta fazer para que ela se concretize e leve água para os paraibanos.

 

De posse das informações, os deputados, ainda no canteiro de obras, já definiram algumas ações que serão executadas para buscar celeridade para finalização dos serviços. E uma destas ações diz respeito à sugestão que eles farão ao Ministério da Integração para que a construtora Queiroz Galvão, responsável pelas obras dos lotes sete, na Paraíba, e seis, no CE, possa também executar as obras da parte que passa pelas cidades de Caiçara e Engenheiro Ávidos.

 

Isto porque, explica o presidente da Frente, Jeová Campos, foi identificado que esse trecho de obras sequer foi licitado. "Se formos esperar por uma nova licitação, o tempo para execução da obra se estenderá muito. Então vamos sugerir ao Ministério da Integração, que se faça um aditivo ao contrato da Queiroz Galvão, que já está com todo o maquinário na região e pessoal, o que agilizaria, e muito, a execução dos serviços", afirmou o deputado, complementando que será feita uma consulta jurídica para ver a possibilidade de realização deste aditivo.

 

A Frente também vai convidar a empresa Queiroz Galvão para participar, no próximo dia 17, de uma audiência pública que será realizada em João Pessoa, com a presença do Secretário Executivo do Ministério da Integração Nacional, Carlos Antônio Vieira. "É importante que a empresa participe deste momento até para expor, se houver, as dificuldades que ela enfrenta para concluir o cronograma das obras", destaca Jeová. Uma reunião em Brasília, no Ministério da Integração, junto com deputados federais da PB, também será articulada pela Frente.

 

Outra sugestão de ação é ver a possibilidade de utilização da reportagem da TV Assembleia sobre a visita ser exibida em TVs abertas para que os paraibanos possam conhecer com maior riqueza de detalhes as intervenções que estão sendo feitas para que as águas do São Francisco cheguem em vários municípios do estado.

  

O Lote sete inicia no túnel Lucas 1 que tem um canal de cerca de 3km que deságua na primeira barragem que é o reservatório de Morros. Esse reservatório, segundo informações da construtora Queiroz Galvão, já está em fase final de conclusão.

 

De lá, tem outro canal de cerca de 3 km que deságua no reservatório da Barragem de Boa Vista, cujas obras dever ser concluídas até o final de abril. Da barragem de Boa Vista existe um canal de transição que joga água dentro do túnel Cuncas dois, a partir do qual a água vai para o reservatório de Caiçara. Esse trecho das obras foi percorrido na manhã desta sexta-feira pelos deputados.

 

O Lote seis, que fica no Ceará, compreende cerca de 20 km de canais, 500 metros de apedutos, diversas pontes e passarelas.  Os dois lotes juntos totalizam uma obra orçada em R$ 650 milhões, sendo 50% para cada lote. As obras integram o eixo norte do canal da transposição das águas, que começa na cidade de Mauriti (CE) e termina em São José de Piranhas (PB) e tem previsão para estarem concluídas até novembro deste ano.

 

O deputado Jeová Campos, presidente da Frente Parlamentar da Água, avaliou a visita como muito positiva. "Não viemos aqui atrás de festa, Todas as despesas com essa viagem foram custeadas pelos próprios deputados, não há nenhum real gasto aqui de dinheiro público. O que viemos fazer foi se inteirar dos fatos, de como estão as obras, para poder cobrar celeridade nas ações e buscar alternativas de agilizar os serviços porque essa obra é fundamental para que as águas da transposição possam cumprir o seu papel que é fazer chegar água onde necessita e estou feliz porque saímos daqui com muitas sugestões que podem ajudar a agilizar as coisas". Disse o deputado,

 

Jeová agradeceu a participação dos deputados Galego Sousa, Janduhy Carneiro, João Bosco Carneiro, Renato Gadelha, Zé Paulo e Frei Anastácio e dos prefeitos Domingos Neto, de São José de Piranhas, Cláudia Dias, de Monte Horebe e Emanuel Messias, de Santa Helena, além do vice-prefeito de Cajazeiras, Júnior Araújo. O presidente da ALPB, Adriano Galdino e a deputada Estela Izabel se fizeram representar por assessores.

 

 

 

Assessoria