Deputado garante que contas de RC serão aprovadas na AL; matéria aguarda voto de Raniery em comissão

Deputado garante que contas de RC serão aprovadas na AL; matéria aguarda voto de Raniery em comissão
O deputado estadual Tião Gomes (PSL), comentou em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, que o julgamento das contas do governador Ricardo Coutinho (PSB) foi ‘massacrante’ e apontou que os deputados queriam ‘sangrar’ o socialista.

Em vias de as contas referentes a 2011 e 2012 irem para a votação na Assembleia e as do presidente da Casa, Ricardo Marcelo (PEN) também entrarem em votação, Gomes destacou que não sabe se as do presidente foram aprovadas, mas que viu as de Ricardo sendo massacradas. “As contas do governador estavam sendo trituradas, os deputados diziam que o governador ia sangrar até o último pingo de sangue, estavam politicamente tentando prejudicar Ricardo. As contas dele são excelente, níveis de despesas, educação, saúde e todos os principais dentro da meta. A questão política interferiu no processo? Claro!”, diz.

Gomes destacou ainda que não citaria nomes, pois a conjuntura política hoje é totalmente diferente de seis meses atrás. “Tratavam como se o governador tivesse descumprido todas as leis enquanto os outros fizeram pior e não podia fazer. Apenas eu, Hervásio Bezerra e outros defendíamos, eram 30 contra seis ou cinco. Era um massacre em cima da gente”, conta.

Para o governista, as contas de Ricardo devem ser aprovadas ‘porque estão corretas’. “Vi na véspera das eleições o deputado Caio Roberto (PR) dizer que vota contra Ricardo Só para fazer mídia publicitária para agravar ou tentar desancar um processo eleitoral”, conta.

As contas do governador estão ainda na Comissão de Orçamento, presidida pelo deputado Raniery Paulino (PMDB), ainda é preciso haver o voto da comissão para poder ir ao plenário. O peemedebista disse que vai pedir para que as contas entrem na pauta nos próximos dias. Os relatores são Frei Anastácio (PT) nas contas de 2011 e Caio Roberto nas de 2012.

 


Marília Domingues