Deputado é detido por agredir a própria esposa na rua, diz polícia

Deputado é detido por agredir a própria esposa na rua, diz polícia

O deputado estadual Jânio Xingu (PSL), de 45 anos, foi detido na madrugada desta segunda-feira (25) suspeito de agredir a própria esposa, de 32 anos, em via pública no bairro Centenário, zona Oeste de Boa Vista, de acordo com a polícia. Policiais militares faziam patrulhamento na região quando foram abordados por dois rapazes que relataram a suposta agressão do parlamentar. O político foi abordado e conduzido ao Plantão Policial Especializado (PPE), acompanhado da mulher e testemunhas. Procurado para falar sobre o caso, o deputado disse que estava em uma reunião e não se pronunciaria.

De acordo com a PM, o deputado estaria correndo atrás da esposa com uma faca após espancá-la em via pública, tendo sido impedido pelos dois rapazes. Eles socorreram a vítima, que estaria apenas com roupas íntimas. Após ser detido, Xingu foi levado à delegacia, e de acordo com os policiais, apresentava sinais de embriaguez. Ainda conforme a polícia, o deputado não foi submetido ao teste do bafômetro.

Segundo a delegada plantonista Suébia Cardoso, a esposa do parlamentar não quis representar criminalmente contra ele. "Ela poderia representar contra ele por ameaça, mas não quis, mesmo sendo um direito legal. A esposa não estava com lesões aparentes. Ele teria corrido atrás dela com uma faca. Isso foi o que ela disse em depoimento. Eu a orientei ainda que podia pedir medidas protetivas, mas ela se recusou, e também não quis fazer exame de corpo de delito", contou.

Ainda de acordo com a delegada, Xingu teria pedido perdão à esposa e disse a ela que poderia seguir a própria vida. "Ele pediu desculpas à esposa e falou que nada disso iria acontecer de novo. Fiz todo o procedimento policial como faria com qualquer cidadão, independentemente de ser político. Porém, ele só poder ser preso em flagrante por crime inafiançável, conforme prevê a Constituição Federal", destacou a delegada.

Por telefone, a secretária de Xingu informou que ele estava em uma reunião e retornaria a ligação assim que estivesse livre. Por volta das 23h, o parlamentar atendeu ao telefonema do G1 e disse que ainda estava participando de um encontro político, mas ressaltou que não se pronunciaria sobre o caso. Ele é candidato à reeleição.



G1