Deputado defende formação de blocão do PSB para conquistar espaços nas comissões

Deputado defende formação de blocão do PSB para conquistar espaços nas comissões

O retorno do recesso parlamentar de Carnaval na Assembleia Legislativa da Paraíba trará sérias discussões para os deputados estaduais. A principal delas é a formação das comissões na Casa, que dependem da formação de bancadas, definição de lideranças, e formação de blocos e grupos para que se defina proporcionalidades dentro da Casa.

Na disputa por espaços dentro das comissões, o PSB conta, hoje, com a maior bancada na Casa, com seis parlamentares. Para um deles, o deputado Ricardo Barbosa, a estratégia mais eficaz para consolidar a máxima presença do partido em comissões é a formação de um blocão.

“Não posso falar pelo partido, mas minha posição dentro do PSB é que a gente avance para a formação de um blocão com outros partidos. Com esa estratégia podemos acabar tendo mais força na disputa desses espaços”, declarou o deputado.

O PSB está entrando em um momento decisivo para a legislatura, pois é quando se definirá a liderança do partido na ALPB. Para o deputado, qualquer um dos seus colegas está apto para assumir o trabalho.

“A partir de segunda começam as articulações. Essa é uma intenção legítima. Todos querem liderar o partido que ganhou as eleições. É muito honroso e meritório assumir a liderança. É legítimo que qualquer um anseie, deseje, ambicione e você tem nomes bastante fortes. Pode haver uma disputa, mas acredito que o partido vai sair unificado no final do processo em torno de um nome”, declarou.

Sobre a liderança do governo na Casa, o deputado preferiu não comentar. “Não creio que haja muita discussão. A premissa da indicação é do governador. Não se costura liderança do governo. Temos bons nomes, inclusive no partido. Tem Estela, Hervázio, Buba Germano, tem Jeová Campos e eu mesmo”, enumerou.

Ele ainda considerou que a liderança poderá ficar nas mãos de alguém de outro partido. “Em outros partidos temos, por exemplo, Gervásio Maia, do PMDB, ou mesmo Anísio Maia, do PT. Ambos têm muita experiência também”, declarou.

Anísio Maia chegou a assumir a liderança da oposição ao governador Ricardo Coutinho na última gestão, mas para Ricardo Barbosa isso não seria impeditivo.

“Isso não seria sequer uma novidade. No governo de Ronaldo Cunha Lima, o deputado Arnóbio Viana era líder da oposição e abriu mão do cargo para assumir a liderança do governo na Assembleia. Então esta mudança é totalmente natural”, concluiu.

 
 
 


João Thiago