Deputado Damião Feliciano nega prisão por suposta compra de votos

Deputado Damião Feliciano nega prisão por suposta compra de votos

O deputado federal Damião Feliciano (PDT) negou que tenha sido preso, na manhã desta sexta-feira (24), na cidade de São José do Ramos, por suposta compra de votos, como se especulou nas redes sociais.

Segundo a informação divulgada em grupos do WhatsApp, o deputado teria sido preso em São José dos Ramos e levado para a delegacia regional da Polícia Civil de Itabaina (PB), onde seu veículo estaria apreendido. No entanto, em vídeo divulgado também nas redes sociais, Feliciano afirma que a notícia sobre sua suposta prisão é "falsa e mentirosa".

O deputado disse que estava em Campina Grande e que sequer “passou por São José dos Ramos e Itabaiana nesta sexta”. “Isso é uma invenção”, afirmou.

Damião acrescentou que “todos os paraibanos conhecem seus procedimentos e comportamento na política”. “Eu tenho responsabilidade. Estou no quinto mandato de deputado federal e trabalho por uma política limpa e transparente. Não houve absolutamente nada disso", disse Damião.

MaisPB