Deputado cobra fiscalização permanente da ANA para evitar roubo de água em locais da transposição na PB

Deputado cobra fiscalização permanente da ANA para evitar roubo de água em locais da transposição na PB

A denúncia de roubo das águas da transposição na Paraíba deve ter desdobramentos nas próximas semanas. O deputado Jeová Campos (PSB) anunciou que vai pedir uma reunião entre a Agência Nacional de Águas (ANA) e os agricultores que vivem nas áreas onde as águas do Rio São Francisco chegam no estado para explicar como é possível utilizar o recurso. No início desta semana, equipes técnicas do Ministério da Integração Nacional constataram que agricultores estão desviando as águas do ‘Velho Chico’ para plantações, apesar de a região enfrentar a maior estiagem dos últimos 100 anos.

“A ANA precisa ter uma estrutura permanente de fiscalização. A questão agora não é mais a chegada da água, mas sim como utilizar o racionamento de água, como utilizar a água de forma equilibrada para fazer com que o projeto da transposição cumpra sua finalidade”, advertiu o parlamentar. Jeová destacou que é necessário explicar aos agricultores que só poderão produzir “quando for possível produzir, utilizando pouca água e fazendo a utilização de uma política de preservação dos rios”.

O socialista destacou ainda que não se pode aceitar os furtos, mas reconheceu que a situação é frequente. “Isso é comum, infelizmente. Alguns espertalhões querem subestimar a capacidade de polícia do estado e fazer o furto da água enquanto ela não pode ser do interesse particular”, disse. Jeová sugeriu que a ANA faça um debate com os ribeirinhos no início do mês de setembro para estabelecer critérios para o uso da água. O órgão pediu apoio do Ministério Público do Estado da Paraíba para assegurar que as águas do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco sejam utilizadas, prioritariamente, para o abastecimento humano e animal.