Deputado apresenta moção de apoio à criação da Polícia Penal

Deputado apresenta moção de apoio à criação da Polícia Penal

O deputado estadual, João Bosco Carneiro Júnior (PSL), defendeu a criação da Polícia Penal durante pronunciamento feito nesta terça-feira (7) na tribuna da Assembleia Legislativa. Na oportunidade, o parlamentar apresentou uma moção de apoio à PEC 308/04, iniciativa que trata da matéria que está tramitando no âmbito da Câmara dos Deputados.

Bosco Carneiro Júnior disse que a criação da Polícia Penal possibilitará um aumento significativo no efetivo das polícias, o que contribuirá de forma decisiva no enfrentamento da violência. Ele também chamou a atenção para a necessidade de se ter uma polícia especializada atuando nos presídios do país. “A Polícia Penal possibilitará a prestação de um serviço especializado, pois a formação dos agentes penitenciários é diferenciada das demais polícias, principalmente na questão da ressocialização e segurança dos reeducandos”, afirmou.

Durante seu pronunciamento, Bosco Carneiro foi aparteado por vários deputados, que fizeram questão de parabenizá-lo e destacar a importância da aprovação da iniciativa para a sociedade brasileira.

De acordo com o parlamentar, a moção de apoio aprovada na sessão de hoje pela Assembleia será entregue ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), durante visita ao Estado na próxima sexta-feira (10). O objetivo, segundo Bosco Carneiro, é sensibilizar os deputados para a necessidade de se agilizar a aprovação da matéria.

Plano de Cargos dos Agentes Penitenciários

Durante a sessão de hoje, o deputado também apresentou requerimento solicitando do governador Ricardo Coutinho (PSB) a remessa para a Assembleia da lei orgânica e do plano de cargos, carreira e remuneração dos agentes de segurança penitenciaria do Estado.

Para Bosco Carneiro, a medida se traduz na consolidação e no reconhecimento da categoria, que presta relevantes serviços à sociedade. “É um incentivo a classe e a demonstração do reconhecimento a todo serviço que vem sendo prestado ao Estado”, arrematou.

 

 

 

MaisPB