Demolição de viaduto que caiu em BH é autorizada e deve iniciar hoje

Demolição de viaduto que caiu em BH é autorizada e deve iniciar hoje

A construtora Cowan, responsável pela construção do viaduto Batalha de Guararapes, que caiu na última quinta-feira (3) em Belo Horizonte, matando duas pessoas e ferindo outras 23, recebeu autorização dos peritos da PC (Polícia Civil) de Minas Gerais para iniciar na manhã deste domingo (6) a demolição da estrutura do elevado.

De acordo com nota da empresa divulgada na noite deste sábado (4), os trabalhos de demolição serão feitos entre as 8h e as 20h. O comunicado não informa quanto dias serão necessários para os trabalhos de demolição.

Desde o início da manhã deste sábado (5), operários e máquinas da prefeitura e da Sudecap (Superintendência de Desenvolvimento da Capital), além da Cowan, estavam prontos para iniciar a demolição da estrutura, mas os peritos da PC exigiam que área onde foi constatado um afundamento de seis metros de um dos três pilares de sustentação do viaduto fosse preservada. O local deverá ser preservado num raio de dez metros e cercado por tapumes, para acesso apenas dos peritos.

Para a conclusão da perícia técnica, de acordo com a PC, ainda serão necessárias sondagens e análises do solo para tentar confirmar o que levou o pilar a afundar. A estrutura de sete metros era sustentada por cinco estacas de cada lado, com 22 metros cada uma. Parte dos trabalhos dos peritos é feito com equipamento que reproduz a área em três dimensões, facilitando a elaboração do laudo técnico. 

A prefeitura tem urgência na demolição por causa da necessidade de liberação da avenida Pedro 1º, antes de terça-feira (8), dia da partida entre as seleções do Brasil e da Alemanha, no Mineirão, localizado na mesma região, a Pampulha, onde ocorreu o desabamento. A avenida Pedro 1º é a principal via de ligação do Aeroporto de Confins, na região metropolitana, com o centro de Belo Horizonte.

Em nota, a prefeitura informou que adotou as providências solicitadas pela PC para o início da demolição do viaduto. "A prefeitura está pronta para iniciar os trabalhos de demolição, tão logo haja a liberação por parte da Polícia Civil", diz o comunicado.

No desabamento do Batalha de Guararapes, foram atingidos um micro-ônibus, um Fiat Uno e dois caminhões. A motorista do micro-ônibus Hanna Cristina dos Santos, 26, e o condutor do Fiat Uno, Charles Frederico Moreira do Nascimento, 25, tiveram morte imediata.