Del Nero e Ricardo Teixeira são próximos alvos de polícia americana

Del Nero e Ricardo Teixeira são próximos alvos de polícia americana

Após as prisões de Alfredo Hawit e Juan Ángel Napout, realizadas na manhã desta quinta-feira em Zurique, a polícia norte-americana tem dois alvos brasileiros: Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira. De acordo com o jornal "The New York Times", o atual presidente e o ex-mandatário da CBF já são considerados réus da Justiça norte-americana, podendo ser os próximos presos em operações policiais.

- Tão importante quanto as prisões no hotel, as acusações a serem anunciadas nesta quinta não estão concentradas em pessoas em Zurique. Entre as pessoas acusadas como novos réus estão Ricardo Teixeira, ex-presidente da federação brasileira de futebol, e Marco Polo del Nero, atual presidente, de acordo com muitas pessoas envolvidas nas acusações - afirma o site da publicação.

Há a expectativa que a procuradora-geral da Justiça norte-americana, Loretta Lynch, anuncie o nome dos dois brasileiros em entrevista coletiva marcada para as 16h30 (de Brasília) desta quinta-feira. Lynch comentará uma nova fase do processo que busca exterminar a corrupção do futebol mundial, iniciado em 27 de maio, com a prisão de 11 dirigentes em Zurique (incluindo o ex-presidente da CBF José Maria Marin). O "New York Times" afirma que o dia pode terminar com 16 prisões no total - a constituição brasileira, porém, proíbe a extradição de seus cidadãos, a não ser em casos de tráfico de drogas ou crimes cometidos antes da aquisição de cidadania brasileira.

Marco Polo del Nero foi visto chegando na manhã desta quinta-feira à sede da CBF, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O presidente ainda não se manifestou, assim como a própria entidade, que deve divulgar em breve um comunicado em seu site oficial. Del Nero não vinha realizando viagens desde as operações policiais de maio, chegando a abrir mão de seu posto no Comitê Executivo da Fifa há uma semana, indicando Fernando Sarney.

 

 

G1